Evangelho em 3 minutos

Evangelho Em 3 Minutos – Eis-Me Aqui – #687 Remendo

Evangelho Em 3 Minutos – Eis-Me Aqui – #687 Remendo
Hotel em Promoção - Caraguatatuba
Faça Sua Parte - Compartilhe!

Após Jesus ser questionado da razão de seus discípulos não jejuarem, ele responde: “Como podem os convidados do noivo jejuar enquanto este está com eles? Não podem, enquanto o têm consigo. Mas virão dias quando o noivo…

Receba Estudos no Celular!

Após Jesus ser questionado da razão de seus discípulos não jejuarem, ele responde: “Como podem os convidados do noivo jejuar enquanto este está com eles? Não podem, enquanto o têm consigo. Mas virão dias quando o noivo lhes será tirado; e nesse tempo jejuarão.” (Mc 2:19-20). A tentativa de colocar os discípulos sob a Lei gera uma resposta de graça e privilégio. Ele revela ser o Noivo e seus discípulos os “convidados do noivo”. Como poderiam jejuar de tristeza na companhia de quem trazia tanta alegria? Viria um tempo — e para eles estava próximo — quando o Noivo lhes seria tirado e aí teriam toda razão em jejuar. Mas não agora.

A tentativa de subjugar os discípulos debaixo de leis e regras como o jejum, que cedo se transformariam em rituais e costumes religiosos, leva Jesus a explicar a nova ordem de coisas que ele vinha inaugurar. “Ninguém põe remendo de pano novo em roupa velha, pois o remendo forçará a roupa, tornando pior o rasgo. Ninguém põe vinho novo em odres velhos; do contrário, o vinho romperá os odres; e tanto se perde o vinho como os odres. Mas põe-se vinho novo em odres novos.” (Mc 2:21-22).

Remendar roupa velha é tentar costurar um novo caminhar em graça à velha ordem da Lei, na qual a conduta exterior não era espontânea, mas regida por regras de comportamento. Odres eram sacos herméticos de couro, e quando usados para fermentar vinho não podiam ser reutilizados. O processo de fermentação fazia o odre inchar e a pele perder a elasticidade. Quem colocasse vinho novo em odre velho perdia o vinho e o recipiente. Isto nos fala da tentativa de colocar o poder e energia do Espírito Santo no velho homem. A novidade de vida, tanto interior quanto exterior, só poderia funcionar numa nova criação em Cristo Jesus.

A cristandade sempre tentou costurar elementos cristãos ao judaísmo, causando um “rasgo maior” no testemunho cristão no mundo. As doutrinas da graça foram acatadas, mas a forma da Lei também foi adotada, fazendo da cristandade uma colcha de retalhos e cópia pirata do arraial israelita, do qual os hebreus convertidos foram exortados a sair. A Carta aos Hebreus, escrita aos judeus cristãos de há dois mil anos, nunca foi tão atual. Se naquele tempo o arraial, do qual os judeus convertidos eram exortados a sair, representava o sistema legal, social e religioso do judaísmo, hoje o arraial é a cristandade judaizada. O que fazer? “Saiamos até ele — Cristo — fora do arraial, suportando a desonra que ele suportou.” (Hb 13:13).

Fonte: Evangelho em 3 Minutos

Divulgação: Eismeaqui.com.br

{jacomment on}

Hotel em Promoção - Caraguatatuba

Deixe um Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Eis-me Aqui