Estudos Bíblicos Estudos da Semana Teologia Sob Medida

Disciplinas espirituais: jejum

O jejum é um grande aliado na batalha contra o ego e o hedonismo.

Hotel em Promoção - Caraguatatuba
Faça Sua Parte - Compartilhe!

O jejum é uma prática que perdura no meio cristão desde os registros do velho testamento. Por si só, ele tem um papel fundamental na formação do caráter cristão e da maturidade dos sujeitos. Em resumo, o jejum é a representação da humilde e da tristeza pelo pecado, mas também uma disciplina que controla o nosso hedonismo.

Nesse artigo, vamos estudar sobre esse tema!

Por que jejuar?

“ Agora, porém, declara o Senhor, voltem-se para mim de todo o coração, com jejum, lamento e pranto.” Joel 2:12

Receba Estudos no Celular!

Durante toda a história do povo judeu, vemos o povo jejuando como forma de purificação da alma, da mente e da busca incessante pelo favor de Deus. Daniel, Neemias, Davi e Ester são protagonistas de histórias que nos ensinam sobre essa disciplina espiritual. O jejum nos fortalece espiritualmente.

Exemplos bíblicos

Em Atos 14:23, Paulo e Barnabé jejum em busca de direção.

“Paulo e Barnabé designaram-lhes presbíteros em cada igreja; tendo orado e jejuado, eles os encomendaram ao Senhor, em quem haviam confiado”.

Em Esdras 8:23, o povo jejua externando suas súplicas.

“Por isso jejuamos e suplicamos essa bênção ao nosso Deus, e ele nos atendeu”.

Em Mateus 4:1-2, Jesus jejua em busca de força para vencer as tentações do Diabo.

“Então Jesus foi levado pelo Espírito ao deserto, para ser tentado pelo Diabo. Depois de jejuar quarenta dias e quarenta noites, teve fome”.

Nesse sentido, você pode jejuar por objetivos distintos (cura, intercessão, livramento), mas o resultado será sempre uma proximidade maior com o Criador.

Gosto de pensar no jejum como um ato que personifica a sua necessidade por Deus. Você o coloca em primeiro lugar, deixando o alimento – vital para sua sobrevivência – em segundo plano. John Wesley jejuava duas vezes por semana até a hora do chá e estimulou todos os seus seguidores a fazerem o mesmo, dizendo que “o homem que nunca jejua está tão distante do céu quanto o que nunca ora’’.

Como jejuar?

‘’Será esse o jejum que escolhi, que apenas um dia o homem se humilhe, incline a cabeça como o junco e se deite sobre pano de saco e cinzas? É isso que vocês chamam jejum, um dia aceitável ao Senhor?’’ Isaías 58:5

O jejum que agrada a Deus é mais do que se abster-se de comida, mas do pecado e de toda aparência do mal. Quanto ao modo, pode ser a rejeição completa da comida por um período de tempo (2 Sm 12:16), ou é a rejeição parcial da comida por um período de tempo (Dn 10:2-3). Há várias maneiras de jejuar:

Tempo
No livro de Daniel, lemos que ele jejuou completamente por vinte e um dias. (Daniel 10:2-3).

Abstinência de alimentos
Lá, também lemos que Daniel se absteve dos manjares do rei ( Daniel 1:8), enquanto se alimentava de água e legumes (Daniel 1:12).

Propósito
Em 2 Samuel 12:22, lemos o relato do jejum de Davi pela cura de seu filho.

Então ele respondeu: “Enquanto meu filho vivia, jejuei e muito lamentei, porquanto afirmava: ‘Quem sabe Yahweh venha a se compadecer de mim e permitirá que a criança viva.”

Nesse sentido, podemos classificar o tipo de jejum de algumas formas. Nos tempos contemporâneos, há quem jejue abrindo mão das redes sociais – cada um com suas dores, não é?

Por quanto tempo devo jejuar?

O tempo do jejum é importante, mas pode variar de acordo com o propósito de cada um. É preciso considerar o tempo e a qualidade do jejum, não colocando em risco a sua saúde. É recomendável que se inicie por um período curto até que seu organismo esteja pronto para longos períodos sem alimento, mas, como Davi, devemos dar a Deus algo que nos custe (1 Crônicas 21:24).

Conclusão

O Jejum deve ser feito para Deus e não para nós mesmos ( Zacarias 7:4-6). O propósito depois de feito deve ser cumprido, pois ‘’quando fizer um voto, cumpra-o sem demora, pois os tolos desagradam a Deus; cumpra o seu voto.’’ Eclesiastes 5:4

Ao praticar o jejum, livre-se de toda a hipocrisia e mire nas lições de Cristo.

Vieram, depois, os discípulos de João e lhe perguntaram: Por que jejuamos nós, e os fariseus [muitas vezes], e teus discípulos não jejuam? Responde-lhes Jesus: Podemos acaso estar tristes os convidados para o casamento, enquanto o noivo está com eles? Dias virão, contudo, em que lhes será tirado o noivo, e nesses dias hão de jejuar”. (Mt. 9:14-15).

Fonte: Eis-me Aqui

Postagem Original:

Divulgação: Eis-me Aqui!

Hotel em Promoção - Caraguatatuba

Deixe um Comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Right Menu Icon
%d blogueiros gostam disto: