Últimas Notícias

Pastor Everaldo terá de retirar programa eleitoral contra o PT

Hotel em Promoção - Caraguatatuba
Faça Sua Parte - Compartilhe!

O candidato à Presidência pelo PSC, Pastor Everaldo, foi impedido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) de reproduzir uma propaganda eleitoral onde acusava o PT de corrupção.
O vídeo que seria exibido durante a propaganda eleitoral gratuita afirmava que o dinheiro..

O TSE aceitou a denúncia de que o vídeo era ofensivo e degradante contra os petistas

Receba Estudos no Celular!

por Leiliane Roberta Lopes

O candidato à Presidência pelo PSC, Pastor Everaldo, foi impedido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) de reproduzir uma propaganda eleitoral onde acusava o PT de corrupção.
O vídeo que seria exibido durante a propaganda eleitoral gratuita afirmava que o dinheiro dos brasileiros está “sendo roubado” por um “bando de ladrões” se referindo aos políticos ligados ao PT que estão envolvidos no caso do mensalão da Petrobras.
“Agora, novamente vemos membros ligados ao governo do PT envolvidos em um escândalo ainda maior (que o do mensalão)”, dizia Everaldo na propaganda que foi impedida de ser exibida pelo TSE.
A coligação de Dilma Rousseff, candidata à reeleição pelo PT, entrou com uma ação no TSE contra a propaganda e conseguiu três liminares que impedem a exibição do vídeo. No argumento dos petistas, Everaldo produziu um conteúdo ofensivo, degradante e injurioso.
Ao receber a notificação do TSE, Everaldo emitiu uma nota repudiando a atitude do PT. “A atitude do Partido dos Trabalhadores vem confirmar o comportamento autoritário de um partido que não sabe lidar com a crítica”, disse o candidato. O PSC precisou gravar às pressas um novo programa para exibir no lugar do vídeo anterior.

Com informações Veja

Hotel em Promoção - Caraguatatuba

Deixe um Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Eis-me Aqui