Últimas Notícias

Homem supera síndrome rara e se torna evangelista: “Deus tinha um plano para mim”

Hotel em Promoção - Caraguatatuba
Faça Sua Parte - Compartilhe!


Dorsey Ross nasceu com síndrome de Apert, mas superou a deficiência e se tornou um evangelista nos Estados Unidos.

“Não há esperança para o bebê. É melhor deixá-lo em uma instituição”. Essas foram as palavras que Carol e Earl Ross ouviram do médico quando seu filho, Dorsey, nasceu com síndrome de Apert em 1977.

A síndrome de Apert é um distúrbio genético raro, caracterizado por malformações do crânio, mãos e pés. Hoje, aos 42 anos, Dorsey prega o Evangelho nos Estados Unidos como evangelista da Assembleia de Deus, com sede em Lindenhurst, Nova York.

Receba Estudos no Celular!

“Os médicos disseram aos meus pais que eu seria um vegetal ou que nunca viveria depois dos 18 anos”, disse Dorsey à AG News. “Eles estavam errados porque Deus tinha um plano diferente para a minha vida”.

Dorsey enfrentou muitos desafios. Ele passou por 68 cirurgias desde a infância até a adolescência, incluindo procedimentos para reconstruir o rosto e separar os dedos.

Ele cresceu sofrendo bullying de outras crianças, mas encontrou consolo na Bethlehem Church, onde entregou seu coração para Cristo aos 13 anos. Ele se juntou ao grupo de jovens e sentiu-se aceito.

Quando se formou no colegial, aos 19 anos, o professor disse à sua mãe para não esperar mais progresso acadêmico. Contrariando o parecer, Dorsey se formou em Artes Liberais na Faculdade Comunitária de Queensborough, em Nova York.

“Eu não me permitiria parar ou dificultar o que Deus queria para mim”, ele destacou.

Dorsey também se juntou ao grupo de missões do ministério estudantil Chi Alpha. Foi lá que ele conheceu o pastor Kevin Bateman, da Assembleia de Deus.

“Me lembro de Dorsey dividindo responsabilidades no Chi Alpha, distribuindo panfletos de reuniões, ajudando nos preparativos e participando de cultos, acampamentos, convenções e retiros”, contou Bateman, de 43 anos.

Atendendo ao chamado

Em busca de seu chamado, Dorsey se matriculou na Universidade de Valley Forge, na Pensilvânia, onde se formou em Pastoral Juvenil em 2005. Hoje ele fala em igrejas, encontros de jovens, convenções e retiros, cumprindo cerca de 30 compromissos anualmente.

“Se Deus pode usar alguém como eu, Ele pode usar qualquer um”, ele incentivou.

Em setembro, Dorsey retornou para ministrar na Assembleia de Deus de Sayville, em Nova York. “As pessoas respondem bem ao testemunho de Dorsey”, disse o pastor sênior Philip J. Cali, 66 anos. “Ele é muito real e incentiva outros a superar suas deficiências, assim como ele”.

Dorsey ainda fica frustrado quando as pessoas olham para com depreciação. Ele tenta ignorar os insultos e admite que às vezes é difícil mostrar amor e graça. “Mas Deus me lembra que eu sou Sua obra-prima”, afirmou. “Só importa o que Deus pensa de mim”.

Fonte: Guiame.com.br

Postagem Original: http://guiame.com.br/gospel/mundo-cristao/homem-supera-sindrome-rara-e-se-torna-evangelista-deus-tinha-um-plano-para-mim.html

Hotel em Promoção - Caraguatatuba