Últimas Notícias

Grupo é preso na Escócia por fazer rituais satânicos com crianças durante 10 anos

Grupo é preso na Escócia por fazer rituais satânicos com crianças durante 10 anos
Hotel em Promoção - Caraguatatuba
Faça Sua Parte - Compartilhe!


Os crimes cometidos foram tão perturbadores e hediondos que nem todos puderam ser compartilhados publicamente.

Um grupo satânico formado por 11 adultos, em Glasgow, na Escócia, foi preso após ser acusado de cometer crimes sinistros e sádicos contra três crianças, durante uma década.

Segundo as acusações, os integrantes forçaram pelo menos duas das crianças, um menino e uma menina, a participar de “sessões espíritas” e usar o “tabuleiro Ouija” — conhecido na necromancia para se comunicar com espíritos e demônios.

Receba Estudos no Celular!

Além disso, segundo o Faithwire, as crianças tinham que assistir aulas de feitiçaria e eram levadas a acreditar que podiam levitar.

A outra criança envolvida quase foi morta durante um ritual, quando tinha apenas algumas semanas de vida, conforme relatou o Glasgow Times. 

Crimes cometidos pelos satanistas

As acusações incluem estupros repetidos contra as três crianças, enquanto outros membros do grupo satânico aplaudiam e encorajavam verbalmente para que os atos continuassem. 

Os crimes cometidos contra os menores eram gravados em vídeo. Entre os satanistas estavam sete homens e quatro mulheres: Iain Owens (43), Elaine Lannery (38), Lesley Williams (40), Paul Brannan (40), Marianne Gallagher (37), Scott Forbes (49), Barry Watson (46), Mark Carr (49), Richard Gachagan (44), Leona Laing (50) e John Clark (46).

Todos eles foram acusados, nesta semana, pelos atos que incluíam rituais demoníacos e feitiçaria. 

Documentos judiciais também afirmam que o grupo de adultos forçava a menina mais velha a “agir como um cachorro” e “comer comida de gato e cachorro, fazendo com que ela vomitasse”. 

Seis dos membros do grupo a insultavam enquanto usavam “máscara de diabo”, soprando no rosto da menina fumaça proveniente do consumo de drogas.

‘Alegações hediondas que não podem ser compartilhadas’

Embora os detalhes revelados já sejam profundamente perturbadores e indescritivelmente grotescos, os meios de comunicação locais relataram que há alegações adicionais que são tão hediondas e horríveis que não puderam ser compartilhadas publicamente.

As identidades das crianças foram preservadas por motivos de segurança. Conforme o Faithwire, nas acusações originais há pelo menos 17 acusados, porém alguns já faleceram.

Um julgamento de oito semanas sobre os crimes já está programado para começar em setembro de 2023. Mas, a audiência preliminar está marcada para outubro deste ano.

O veículo que divulgou a notícia pede orações pelas três crianças, para que o Espírito Santo esteja com elas durante as memórias de todo tipo de abuso que sofreram ao longo de uma década. 

“Orem para que o Senhor intervenha em suas vidas pelo poder do Espírito Santo, para que consigam perdoar os pecados cometidos contra elas e possam iniciar uma jornada de cura”, conclui. 

Fonte: Guiame.com.br

Postagem Original: https://guiame.com.br/gospel/noticias/grupo-e-preso-na-escocia-por-fazer-rituais-satanicos-com-criancas-durante-10-anos.html

Hotel em Promoção - Caraguatatuba

Eis-me Aqui