Cristão Últimas Notícias

Cristãos evangelizam em praça pública com maratona de leitura da Bíblia, na Bulgária

Cristãos evangelizam em praça pública com maratona de leitura da Bíblia, na Bulgária
Hotel em Promoção - Caraguatatuba

A maratona também teve o objetivo de conscientizar que o Evangelho faz parte da formação do alfabeto cirílico, adotado oficialmente pelo país até hoje.

Faça Sua Parte - Compartilhe!

Nesta quarta-feira (24), a Bulgária comemora o Dia do alfabeto cirílico e um grupo de cristãos do país tem se empenhado em conscientizar a sociedade búlgara de que a principal motivação por trás da ideia dos dois irmãos de criar um novo alfabeto era tornar a Palavra de Deus acessível para muitos.

Para cumprir este propósito, cristãos locais realizaram uma maratona de leitura bíblica de sete horas, na qual eles se revezaram para ler a Palavra de Deus em praça pública, para assim chamar a atenção do povo para a mensagem do Evangelho.

Em 863, os missionários Cirilo e Metódio começaram a trabalhar entre grupos de povos eslavos. Sua ambição era usar a linguagem eslava para transmitir o Evangelho de maneira compreensível.

Receba Estudos no Celular!

Eles traduziram a literatura litúrgica e grandes porções da Bíblia para o que veio a ser mais tarde chamado de “língua eslava da Igreja Velha”, e escreveram um novo alfabeto baseado em letras gregas. Em 865, o búlgaro knyaz (príncipe) ‘Boris, o Primeiro’ oficialmente aceitou o trabalho dos irmãos, levado à Bulgária por cinco de seus discípulos.

Hoje, a Bulgária ainda usa o alfabeto cirílico, e foi o primeiro membro da União Europeia a introduzi-lo como o terceiro alfabeto oficial em documentos oficiais europeus e na moeda (juntamente com o latim e grego).

Além disso, o alfabeto cirílico também é usado na Macedônia, Sérvia, Bósnia e Herzegovina, Ucrânia, Rússia, Belarus, entre outros.

Estratégia didática
A iniciativa da leitura bíblica em praça pública acabou sendo formulada de forma estratégica por seus organizadores, baseados no conceito de que este formato gera um efeito diferente, tanto nos leitores, como nos ouvintes.

“Ler em voz alta inclui vários dos nossos sentidos”, disse o Dr. Ilko Semerdjiev, ex-ministro da Saúde na Bulgária.

“Isso evoca o nosso pensamento abstrato, e desafia as dimensões criativas e emocionais de nosso cérebro”, acrescentou ele em uma reunião de acompanhamento na Universidade de Sófia após o fim da iniciativa.

Mais de 50 pessoas – jovens e idosos; médicos e arquitetos; economistas e linguistas; professores e empresários – se revezaram na leitura de passagens bíblicas no centro de Sófia.

Os organizadores da iniciativa compartilharam em uma declaração que pretendem fazer desta maratona de leitura bíblica um evento anual. Writer Alexander Urumov de “Word” Association anunciou que o esforço está apenas fazendo seus primeiros passos.

No próximo ano, eles planejam criar leituras bíblicas semelhantes em outras cidades, e não apenas em Sófia.

“Mais do que nunca, hoje precisamos desesperadamente recuperar nossa identidade cristã”, escreveu Urumov. A maratona da leitura da Bíblia é conduzida sob o título de “No princípio era a Palavra”.

Fonte: Guiame

Hotel em Promoção - Caraguatatuba