Mulheres

Os falsos profetas e os falsos ensinos sobre o divorcio e casamento.

Hotel em Promoção - Caraguatatuba
Faça Sua Parte - Compartilhe!

Por Renato Vargens

Ultimamente tem se multiplicado na igreja evangélica brasileira alguns ensinos esquisitissímos sobre o casamento. Nesta perspectiva, os  profetas da volatilidade tem ensinado que o matrimônio  é dissolúvel e que basta o amor esfriar ou acabar para que o casamento também termine. Junta-se a isso o fato de que os profeteiros de GEZUIZ, relativizaram os valores matrimoniais, ensinando aos seus seguidores um novo caminho, cujo destino final é a destruição da família.

Lamentavelmente para esta gente o casamento não é uma instituição divina, e que devido a isto, pode e deve ser dissolvido sem o menor problema, necessitando somente, o esfriamento do amor.

Receba Estudos no Celular!

Em nome de uma espiritualidade liberal e de uma fé cínica, os mestres da dissensão familiar estabeleceram doutrinas espúrias onde o que importa é ser feliz, ainda que com isso tenha que se jogar no lixo sonhos, cônjuges e filhos.

Pois é, há pouco ouvi dois destes ensinos  diabólicos os quais compartilho abaixo:

Um rapaz afirmou publicamente e de forma contundente que biblicamente tinha respaldo para se divorciar da sua esposa, isto pelo fato, de que Deus não havia aprovado seu casamento. Segundo ele, o seu  matrimônio foi um grande equivoco. Na sua perspectiva ele desobedeceu a Deus casando com a mulher errada, o que em outras palavras aponta para o fato de que Deus não os ajuntou, podendo neste caso, divorciar-se dela.

Um outro moço, pai de dois filhos, também fundamentado em falsas premissas, abandonou o caminho das Escrituras, optando pelo divorcio simplesmente por ter descoberto um novo caminho onde o que vale é amar. Nesta perspectiva, se divorciou, se auto-proclamou casado, além é claro de dizer aos quatro ventos, que o  compromisso de Deus é com a nossa felicidade e não com a família.

Caro leitor, infelizmente não são poucos aqueles que se tem deixado levar por falsas doutrinas. O casamento ao contrário daquilo que alguns afirmam, é indissolúvel, sendo o rompimento destes permitido por Deus somente em casos de adultério, abandono do lar ou violência doméstica. Diante desta perspectiva afirmo ser completamente antibíblicas as afirmações de que a ausência de amor, a falta de tesão, ou até mesmo a incompatibilidade de gênios, sejam motivos suficientes para o término do casamento.

Isto posto, não tenho a menor dúvida de que precisamos urgentemente regressar ao Caminho, abandonando no tempo e no espaço os desvios com cara de caminho, mesmo porque, somente regressando as  Escrituras e fazendo dela nossa única e exclusiva regra de fé e conseguiremos superar esse momento nevralgico da Igreja brasileira.

“Porque o SENHOR, o Deus de Israel diz que odeia o repúdio, e aquele que encobre a violência com a sua roupa, diz o SENHOR dos Exércitos; portanto guardai-vos em vosso espírito, e não sejais desleais.” Ml 2:16

Que Deus tenha misericórdia da sua igreja,

Renato Vargens

Hotel em Promoção - Caraguatatuba

Deixe um Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Eis-me Aqui