Estudos Bíblicos

FHC, os evangélicos e a liberação da maconha.

Hotel em Promoção - Caraguatatuba
Faça Sua Parte - Compartilhe!

Um documento apresentado na semana passada no Rio de Janeiro apresentou opções para combater o tráfico de drogas na América Latina. Na ocasião, o ex-presidente do Brasil Fernando Henrique Cardoso…

Renato Vargens

Receba Estudos no Celular!

Um documento apresentado na semana passada no Rio de Janeiro apresentou opções para combater o tráfico de drogas na América Latina. Na ocasião, o ex-presidente do Brasil Fernando Henrique Cardoso, um dos representantes da Comissão Latino-Americana sobre Drogas e Democracia, defendeu durante a apresentação a descriminalização da posse de maconha para uso pessoal.

Para a comissão a proibição da produção e da distribuição não produziu os resultados esperados. “Nós achamos que esse enfoque exclusivamente repressivo tem que ser repensado”, disse o ex-presidente.

A comissão propõe que a repressão aumente ao crime organizado, que o consumo seja reduzido com informação e prevenção e que o problemas do uso das drogas seja tratado como uma questão de saúde pública.

Pois é, se não bastasse FHC defender a descriminalização da maconha, fiquei sabendo da existência de alguns evangélicos que defendem o uso em doses menores deste terrível entorpecente.

Prezado leitor, ao contrário de FHC e destes irmãos em Cristo eu sou absolutamente contra a liberação da Maconha e explico porque:

1.  O Uso de drogas anualmente tem vitimado no Brasil milhares de pessoas levando famílias inteiras a mais profunda dor.

2.   A maconha costuma ser a porta de entrada para o uso de drogas mais pesadas como a cocaína, heroína e o crack.

3.  O uso da maconha é viciante e o fato de liberar o seu consumo, constituirá a normatização  do vício, bem como da dependência química.

4. O uso da maconha não faz bem para a saúde.  Ora, é claro que eu sei que a medicina pode extirpar do THC, (a substância ativa da maconha), elementos que auxiliam o doente no tratamento de algumas doenças. Todavia, o fato de possuir o tal THC não faz do uso da maconha um elemento saudável.

5. A liberação da maconha não diminuirá a violência nas grandes cidades, mesmo porque, como afirmei anteriormente a maconha em muitos casos é a porta de entrada para o consumo de drogas mais pesadas. Em outras palavras isto significa que o fato de liberá-las não diminuirá o comércio ensandecido nas bocas de fumo. Antes pelo contrário, com a facilidade do consumo, mais jovens serão conduzidos a outros tipos de drogas ocasionando com isso a manutenção da violência.

Diante disto afirmo sem titubeios que a descriminalização bem como a  liberação da maconha deve ser a todo custo evitada.

Pense nisso!

Renato Vargens

Hotel em Promoção - Caraguatatuba

Deixe um Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Eis-me Aqui