Dúvidas Bíblicas - João

O testemunho que Jesus deu de si mesmo era verdadeiro ou falso?

Hotel em Promoção - Caraguatatuba
Faça Sua Parte - Compartilhe!

REFERÊNCIA: João 5.31

PROBLEMA: Em João 8.14, Jesus disse: “Posto que eu testifico de mim mesmo, o meu testemunho é verdadeiro”. Mas em João 5.31 ele parece dizer o oposto, a saber: “Se eu testifico a respeito de mim mesmo, o meu testemunho não é verdadeiro”.

SOLUÇÃO: Há dois modos de entender esse versículo: hipotética ou factualmente. Na primeira interpretação, Jesus está dizendo, em essência: “Mesmo que você não aceite o meu testemunho a meu respeito, você deve aceitar o de João Batista, em cujo ministério você se regozijou” (cf. 5.32).

Receba Estudos no Celular!

Outros tomam o versículo como declarativo, não hipotético, afirmando que ambos os textos são verdadeiros, mas com sentidos diferentes. Isto é, tudo o que Jesus disse era de fato verdade, mas oficialmente só seria considerado verdade se fosse verificado por “duas ou três testemunhas” (Dt 19.15).

Uma vez que Jesus era a “verdade” encarnada (Jo 14.6), tudo o que disse era verdade. Entretanto, porque ele tem como objetivo estabelecer suas reivindicações aos judeus, Jesus observa que eles não precisam aceitar tão somente suas palavras, mas também o testemunho das Escrituras e o do Pai. A diferença entre essas duas passagens pode ser esquematizada como segue:

O TESTEMUNHO DE JESUS ERA VERDADEIRO
Factualmente
Pessoalmente
Em si mesmo

O TESTEMUNHO DE JESUS NÃO ERA VERDADEIRO
Oficialmente
Legalmente
Para os judeus

Fonte: Bíblia de Estudo – Perguntas & Repostas

Divulgação: Eis-me Aqui!

Hotel em Promoção - Caraguatatuba