Dúvidas Bíblicas - João

Essa passagem dá suporte à posição católica de que os sacerdotes têm o poder de perdoar pecados?

Hotel em Promoção - Caraguatatuba
Faça Sua Parte - Compartilhe!

REFERÊNCIA: João 20.22-23

PROBLEMA: Os católicos romanos declaram que Jesus deu a seus discípulos o poder de perdoar pecados, e que esse poder tem sido passado para os sacerdotes católicos através dos séculos. Esse texto dá suporte a tal posição?

SOLUÇÃO: Jesus de fato deu a seus discípulos o poder para perdoar pecados, e esse poder ainda permanece até hoje. Entretanto, ele não é exclusivo dos sacerdotes católicos. Todo crente em Jesus possui o mesmo poder com base em sua confiança na obra completa realizada por Cristo. Observe o contexto da passagem.

Receba Estudos no Celular!

Primeiro, muitos veem isso como uma extensão do poder prometido em Mateus 18.18 de ligar e desligar com “as chaves do reino dos céus” (Mt 16.19). Esse poder é dado a todos os apóstolos e não somente a Pedro (veja os comentários de Mt 16.19). A medida que a missão da igreja se estende “até a consumação do século” (Mt 28.20), Cristo está “presente” para perdoar pecados com todos aqueles que pregarem o evangelho, em qualquer tempo ou lugar.

Além disso, é nesse versículo que está a passagem paralela de João a respeito da grande comissão. Jesus a introduz com as palavras: “Assim como o Pai me enviou, eu também vos envio” (Jo 20.21). Mas não são apenas os clérigos (oficiais da igreja) que são comissionados a servir a Cristo; cada crente é chamado para ser uma testemunha (cf. Mt 28.18-20; 2ª Co 4.1ss).

Finalmente, esse poder está presente somente pelo Espírito Santo. Jesus disse em João 20.22: “Recebei o Espírito Santo”, e novamente em Atos 1.8 disse depois: “Recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo, e sereis minhas testemunhas tanto em Jerusalém como em toda a Judeia e Samaria e até aos confins da terra”. Todos os cristãos, portanto, têm esse mesmo poder de pronunciar o perdão de pecados, como testemunhas das boas-novas de Cristo por todo o mundo, Nesse versículo não há absolutamente nenhuma menção de que esse poder fosse ficar residente em apenas um grupo sacerdotal ou num determinado grupo de clérigos. É apenas o equivalente da passagem de João que se refere à grande comissão, dada a todos os crentes, para que proclamem a mensagem do perdão de Jesus Cristo a todo o mundo (cf. Lc 24.47).

Fonte: Bíblia de Estudo – Perguntas & Repostas

Divulgação: Eis-me Aqui!

Hotel em Promoção - Caraguatatuba