Cidadania e Política Últimas Notícias

Ex-militante pró-aborto conta que mudou suas convicções após se render a Cristo

Ex-militante pró-aborto conta que mudou suas convicções após se render a Cristo
Hotel em Promoção - Caraguatatuba

Trillia Newbell deixou de ser uma militante pró-aborto para trabalhar na Comissão de Ética e Liberdade Religiosa da Convenção Batista do Sul.

Faça Sua Parte - Compartilhe!

Durante muito tempo, Trillia Newbell não acreditava em Deus e considerava as crianças um incômodo. “Eu era pró-aborto, mas eu não era apenas pró-aborto. Eu era pró-aborto ao extremo”, disse ela na última sexta-feira (19) pouco antes da Marcha pela Vida, nos EUA.

Embora Newbell tenha sido criada em um lar amoroso, ela desenvolveu o conceito de que os bebês no útero não eram pessoas. “Houve um tempo em que eu achava que as crianças eram um estorvo, um incômodo”.

Quando Newbell tinha 19 anos, ela passou parte das férias em um acampamento e dividiu o quarto com uma menina que “queimava por Jesus”. Quando sua companheira abriu a Bíblia para fazer um devocional, ela ficou na defensiva, achando que sua colega iria desafiá-la com as Escrituras.

Receba Estudos no Celular!

Surpreendentemente, até o final da noite, Newbell estava chorando, confessando seus pecados e dizendo à garota toda a sua história de vida. Apesar da forte experiência, Newbell não entregou sua vida a Cristo porque ela tinha um namorado que ela “não queria desistir naquele momento”.

Só aos 22 anos, depois de ter dois noivados desmanchados, Newbell decidiu ir à igreja e se abrir para Deus. “Eu sabia, naquele momento, que eu precisava de um salvador. Minha vida foi transformada imediatamente. O Senhor transformou radicalmente a minha vida”, disse ela. “Ele transformou meu coração e minha mente. Ele transformou minha visão de mundo”.

Newbell começou a entender que ela também foi criado à imagem de Deus e isso mudou a forma como ela via as pessoas. “O momento em que eu comecei a entender que Deus colocou valor e dignidade para as pessoas, isso significava que o Salmo 139:13 não era apenas algo que as pessoas religiosas liam e falavam, mas era verdade — Deus tece os bebês no ventre da mãe. Isso significa que as pessoas com deficiência são importantes e valiosas para o Senhor e, portanto, importantes e valiosas para mim”.

Hoje, Newbell é autora e diretora de sensibilização da comunidade para a Comissão de Ética e Liberdade Religiosa da Convenção Batista do Sul. Embora dois noivados interrompidos tenham levado Newbell aos 22 anos, ela conta que seu namorado que seu ex-namorado, Thern Newbell, acabou aceitando Cristo. Os dois se casaram e têm dois filhos.

“Meu testemunho é radical. Se você me conhecesse quando eu tinha 19 ou 20 anos veria como eu era oposta às coisas do Senhor. Há pessoas que estão andando por aí agora que precisam de Jesus. Se Deus pôde transformar meu coração, Ele pode fazer isso com qualquer pessoa”, ela afirma.

Fonte: guiame

Hotel em Promoção - Caraguatatuba

Eis-me Aqui