Apostolado contemporâneo Teologia

Marina perdeu e a culpa é sua

Hotel em Promoção - Caraguatatuba
Faça Sua Parte - Compartilhe!

Julio Severo
Finalmente, a apóstola responsável por campanhas pela Marina como presidente confessou culpa — mas não dela. Ela confessou que Marina perdeu porque o povo evangélico “não está preparado” por não votar em Marina aos milhões como suspostamente tinha de fazer.

Para o não cumprimento das profecias dela, ela apelou para o argumento de que as pessoas têm o livre arbítrio. Para ela, o povo evangélico tinha Marina em termos gerais como resposta abençoada de Deus para o Brasil, mas rejeitou a “bênção.”
Contudo, por que ela achava que essa “bênção” era melhor do que Dilma e Aécio? Quando o candidato católico Levy Fidelix disse que dupla gay não é família, Dilma, a “bênção” e Aécio condenaram o Levy. Aliás, a “bênção” ameaçou colocar sua Rede Sustentabilidade para processar Levy, que agora já está, por causa do mau exemplo dos três, sendo processado pela Defensoria Pública do Estado de São Paulo. Quem é quem, afinal? A “bênção” é igual aos outros ímpios ou os ímpios são iguais à “bênção”?
Tomara que o Brasil conseguisse rejeitar essas três “bênçãos”!
Cristão não xinga

Não cito o nome da apóstola porque há dois comportamentos horríveis em certos leitores:
1. Xingamento.
2. Defesa cega e fanática.
Alguns preferem apenas xingar a pobre mulher.
Xingamento e palavrões não são coisas de um seguidor de Jesus.
Eu me oponho fortemente à heresia socialista, mas não xingo seus seguidores. Não xingo Lula, Dilma, Fernando Henrique Cardoso, Ariovaldo Ramos, Marina Silva e outros que seguem essa ideologia.
Eu me oponho fortemente à Teologia da Missão Integral, mas não xingo os líderes evangélicos que promovem essa heresia.
Eu me oponho fortemente à heresia cessacionista, mas não xingo seus seguidores, que dizem que os dons sobrenaturais do Espírito Santo cessaram dois mil anos atrás. Não xingo Augustus Nicodemos nem John MacArthur.
Podemos e devemos discordar dos erros sem xingar as pessoas, que precisam de nossas orações.
Lula, Dilma, Fernando Henrique Cardoso, Ariovaldo, Marina Silva e outros socialistas precisam de salvação e libertação, inclusive do socialismo.
Os cessacionistas precisam de libertação da incredulidade.
E a apóstola? Precisa de oração para que Deus a liberte de seus devaneios de achar que o povo de Deus tem a obrigação de cumprir suas revelações e apoio público que ela deu à mulher que atacou o candidato Fidelix e sua postura pró-família.
Errar é humano. Persistir no erro é arrogância.
Defesa cega

Receba Estudos no Celular!

O outro erro grave é a defesa cega.
Tive contato com vários líderes evangélicos que fizeram campanha intensa e cega pela Marina movidos exclusivamente pelas palavras da apóstola e outros possuidores de profecias. Agiram como boiada. Fizeram do povo de Deus curral eleitoral da Marina e sua ideologia.
Antes, havia aquela obsessão de pintar Marina como a messias dos evangélicos. A apóstola fez o possível e o impossível pela campanha da Marina. Agora que Marina perdeu, luta-se para se desdizer o que se disse. Bateram e agora escondem a mão. Promover fanaticamente Marina como a apóstola e muitos outros fizeram com uma mão enquanto defendiam profecias sobre a presidência do Brasil com a outra mão deveria ser um sinal de alerta para a Igreja Brasileira.
E se Marina ganhasse?

E se Marina ganhasse? As negações dariam lugar à glorificação das profecias.
Entretanto, dá para dizer que uma profecia que se cumpre é de Deus? “Profetas” haviam profetizado a vitória de Lula em 2002, dizendo que o governo dele seria uma bênção e até que ele se converteria. Minha mãe, que é uma humilde serva de Deus, teve uma visão de que, se Lula ganhasse, o Brasil ficaria coberto de trevas.
Mas outros viram na vitória de Lula só vitória de Deus. Então, o fato de que uma profecia se cumpre não significa que Deus fez ou deixou de fazer. Daria para acreditar que a profecia sobre Lula era correta se Lula fosse um homem temente a Deus ou pelo menos um Ciro, que mesmo sem conhecer a Deus, fazia Sua vontade. O caso da Marina é muito pior. O embate mais importante hoje é nas questões de aborto e agenda gay. Qual tem sido o papel de Marina nessas duas questões diante de Deus? Não diferente dos “ímpios.”
Nem “sim” nem “não” diante do aborto e da agenda gay

Um líder nacional do movimento pró-vida do Brasil esteve com Marina semanas atrás e lhe perguntou sobre aborto e agenda gay. A resposta de Marina para ele não foi nem sim nem não. Conheço esse líder há 27 anos e por Skype ele me disse que ficou completamente decepcionado com a resposta da candidata da apóstola. Mas garanto que se tivessem perguntado a ela se podemos fazer um plebiscito para desmatar a Amazônia, a resposta dela seria um estrondoso “não.”
Ela sabe cuidar dos interesses da agenda ambientalista, que está alinhada com a agenda esquerdista, mas não sabe cuidar dos interesses de Deus, seu povo e seus valores pró-vida.
Quem é de Deus faz a vontade de Deus

Quando o candidato católico Levy Fidelix disse que uma dupla gay não é família, Dilma, Marina e Aécio o condenaram. O cristão é diferente, porque ele sabe ficar do lado certo mesmo quando é minoria. Mas Marina ficou com a maioria, do lado errado. Mesmo assim, os seguidores da apostolas taparam os olhos e viram só a realidade virtual de uma Marina cristã que não existe.
Não só Davi foi escolhido por Deus, mas desde que ele assumiu, sua preocupação central era servir a Deus. Ester era rainha sobre um povo totalmente pagão, mas mesmo nessas circunstâncias seu interesse era servir a Deus e o povo de Deus que estava entre os pagãos. Por que Marina quer ser diferente de Ester e servir não os interesses do povo de Deus, mas as ambições do eco-terrorismo? Por que ela se mostrou igual à Dilma e ao Aécio no episódio do Fidelix?
Há uma profecia da apóstola, que ela disse ter recebido em 2002, de que o PT governaria 12 anos e logo depois viria o que ela chama de “governo do justo.” Tal governo ela esperava que fosse de Marina. Se não esperava, sua atitude de fazer o possível e impossível pela campanha de Marina é inexplicável. Os perfis de Facebook da apóstola pareciam locais de panfletagem de um cabo-eleitoral de Marina.
E agora?

Pois bem. Estamos bem no “logo depois” dos 12 anos de PT. E agora? Uma das profecias, de um pastor americano, falavam da eleição de uma mulher segundo o coração de Deus. A única mulher na disputa é Dilma, e ela é do PT. Para fazermos a profecia da apóstola e do pastor americano funcionar, teremos de ver o miraculoso ou o absurdo e nojento:
1. Dilma tendo um encontro com Jesus e deixando o PT. Isso seria simplesmente maravilhoso!
2. Aécio fazendo operação de mudança de sexo e virando “candidata,” de saia e tudo mais. Isso seria o cúmulo da abominação.
Não é mais fácil deixar Deus prometer e cumprir? Pois quando as pessoas prometem, elas têm um trabalhão danado para cumprir o que disseram.
Contudo, tantos milhares foram embalados por profecias que se porventura Marina ganhar em alguma próxima eleição, será apenas porque a apóstola e muitos outros fizeram um grande trabalho de cabo-eleitoral. É uma verdadeira aposta em corrida de cavalo. E quem disse que Marina não pode acabar ganhando numa das apostas?
Talvez um dia…

Talvez um dia Marina venha a ser alguém que honre o nome de Jesus publicamente, pelo testemunho. Talvez um dia ela passe por essa transformação. Talvez um dia ela venha a ser como Ester, deixando seu fanatismo ambientalista e socialista para trás e honrando o povo de Deus e seus valores. Quando isso acontecer, com certeza ela terá apoio de todos — inclusive de mim. Mas tal mudança pode acontecer para Aécio e Dilma também. Por que a apóstola só escolheu Marina, que ao se juntar aos ímpios para atacar Levy só mostrou que é pior do que eles?
Foi um erro muito grande defender Marina, enquanto quem de fato precisa de defesa é o avô Levy que foi atacado por ela e outros ímpios.
Quanto à questão das declarações da apóstola, é impossível dizer que ela não fez intensa campanha pela Marina enquanto falava, ao mesmo tempo, de revelações sobre o governo do Brasil. Outros já estão denunciando isso. As atitudes e palavras dela são apenas um elo de uma longa corrente de apoio irracional a Marina. O maior portal evangélico do Brasil, o GospelPrime, já havia noticiado que as profecias da apóstola e de outros também foram fundamentais para a campanha da Marina. Falta agora muita humildade para reconhecer esse vergonhoso papel.
Parafraseando Jeremias 17:5 KJA:
“Assim diz Yahweh: ‘Maldita é a mulher que confia nas mulheres, que faz da humanidade mortal a sua força e motivação, mas cujo coração se afasta do SENHOR!’”
Fonte: www.juliosevero.com

{jacomment on}

Hotel em Promoção - Caraguatatuba

Deixe um Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.