Aconselhamentos

Por que Aconselhar – A importância da Antropologia Bíblica

Hotel em Promoção - Caraguatatuba
Faça Sua Parte - Compartilhe!

Por Flávio Ezaledo

A Bíblia é o único livro que lida com uma antropologia completa porque fala sobre o homem antes da queda. A sociologia e a psicologia apresentam um conhecimento parcial do homem porque não abordam o assunto sobre a criação do homem.

Estas disciplinas não lidam com o propósito que Deus tinha para o homem quando ele foi criado, por isto, elas não podem dar esperança ao ser humano, porque não existe um referencial que dê base para uma comparação de como o homem seria se não tivesse pecado. Estas ciências partem do princípio que o homem é produto da evolução e não do poder criador de Deus.

Receba Estudos no Celular!

A criação do homem foi diferente de todos os outros seres viventes. Gênesis 2:7 diz “então formou o Senhor Deus ao homem do pó da terra, e lhe soprou nas narinas o fôlego de vida, e o homem passou a ser alma vivente”.

O homem foi formado do pó da terra do termo Hebraico  (adamah) raiz de onde vem o nome Adão que significa “barro”. Como um ser material o homem faz parte deste mundo porque é constituído dele.

O homem não é somente matéria, o texto bíblico fala que Deus soprou nas suas narinas “o fôlego de vida” do hebraico  (nishemat). Só depois que Deus deu o fôlego de vida é que ele tornou-se “alma vivente”.

Os versos de Gênesis 1:20; 21; 24 e 30 mostram que ter o fôlego de vida não foi exclusividade do homem, pois nestes versos encontramos que outras criaturas também são chamadas de seres viventes, pois também, têm o “fôlego da vida”.

A diferença está em que nas outras criaturas Deus não soprou o fôlego da vida, elas já foram criadas com o fôlego da vida.

A maneira exclusiva como o homem foi criado mostra a essência do homem; por um lado, ele é um ser material porque foi formado da terra, por outro lado, ele é também um ser espiritual porque Deus soprou nele foi o fôlego de vida. Assim o homem pertence tanto ao mundo material quanto ao mundo espiritual.

Na morte cada parte constituinte do homem volta de onde veio. Eclesiastes 12:7 diz: “e o pó volte à terra, como o era, e o espírito volte a Deus, que o deu”.

O autor de Eclesiastes também diz: “Todos vão para o mesmo lugar; todos procedem do pó, e ao pó tornarão. Quem sabe que o fôlego de vida dos homens se dirige para cima e o dos animais para baixo, para a terra” (Eclesiastes 2:20-21). Na morte, tudo do animal é destruído enquanto que do homem o corpo volta para a terra enquanto o seu espírito volta para Deus.

A Bíblia diz que tudo o que Deus havia criado era muito bom, logo, não há espaço para relacionar a natureza criada com qualquer coisa má como querem as seitas gnósticas.

Deus fez o homem diferente de qualquer outro ser criado porque ele foi feito a sua imagem e semelhança Deus.

Algo deve ser dito ainda a respeito da imagem e semelhança quanto à criação do homem, para que não venhamos a achar que o aspecto físico que o homem possui foi uma decisão divina no momento em que Ele o estava criando. Não, não foi. Adão foi criado conforme o modelo que o Filho do Homem, Jesus, viria ao mundo, o Cordeiro que foi morto desde a fundação do mundo (Apocalípse 13:8).

O propósito de Deus para o homem era que ao viver debaixo do Seu conselho, ele alcançasse a mesma perfeição que Cristo tem. Não é este o propósito de Deus em Cristo Jesus para os crentes depois da Queda? (Romanos 8:28-29).

Adão foi criado moralmente e fisicamente bom, mas ele não tinha alcançado ainda aquele estado de perfeição que tinha sido estabelecido para ele, se tivesse obedecido. Ele tinha todo potencial para obedecer, mas, algo aconteceu no percurso da sua caminhada para a perfeição, quando Adão decidiu dispensar o Conselho de Deus para aceitar o Conselho da Serpente . Assunto que será desenvolvido na próxima edição.

Que Deus tenha misericórdia de nós!

Nota: Na última matéria sobre Aconselhamento Bíblico por motivo da fonte, algumas palavras da Língua Grega não ficaram claras.

(pronuncia-se nutecía), ela é formada pelo substantivo grego  (pronuncia-se nus) significando: mente, e pelo verbo  (pronuncia-se tetéo), significando: por, colocar.

“Portanto, vigiai, lembrando-vos que por três anos, noite e dia, não cessei de admoestar

Colossenses 3:16 diz: “Habite ricamente em vós a palavra de Cristo, instruí-vos e ACONSELHAI-VOS  mutuamente em toda a sabedoria, louvando a Deus com salmos e hinos e cânticos espirituais, com gratidão em vossos corações.”

Hotel em Promoção - Caraguatatuba

Deixe um Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Eis-me Aqui