10 Acusações contra A Igreja Moderna

Aprofundando (3)

Hotel em Promoção - Caraguatatuba
Faça Sua Parte - Compartilhe!

5ª acusação: Um desconhecimento da doutrina da regeneração

Resumo

extraído da pregação

Receba Estudos no Celular!

[…] a salvação não pode ser manipulada pelo pregador, e é uma obra extraordinária do poder do Deus todo-poderoso.

[…] sem uma manifestação magnífica da obra regeneradora do Espírito Santo, nada do que ele dissesse teria vida. É o Espírito que dá vida e, nesse sentido, todos nós que proclamamos sua Palavra devemos proclamá-la como profetas. O que eu quero dizer com isso? Somos sempre, sempre um Ezequiel diante daquele vale de ossos secos. E como eles estão secos! E então saímos para ver tudo aquilo e o que é que fazemos? Profetizamos! Dizemos “Ouçam a Palavra do Senhor”. E sabemos que o sopro de Deus deve soprar nesses mortos, caso contrário não ressurgirão. Aí, quando tiver plenamente captado isso no mais íntimo de seu ser, não vai mais se entregar à manipulação que tantas vezes é feita em nome do evangelismo neste país. Você proclamará a Palavra de Deus. […]

[…] por causa dos últimos anos e das últimas décadas de evangelismo, perdeu-se totalmente a percepção do que significa ser nascido de novo. Tudo o que significa é que uma vez, numa cruzada, você tomou uma decisão e acha que o fez com sinceridade. Mas não há nenhuma prova de uma obra sobrenatural de recriação do Espírito Santo em sua vida. Se alguém – não se alguns – “se alguém está em Cristo, nova criatura é”.

Análise

Washer afirma que “se tem uma doutrina esquecida na Igreja hoje, e isso está destruindo o evangelismo, é a doutrina da regeneração” (vídeo). E o não conhecimento dessa doutrina no Brasil gerou efeitos diferentes do contexto de Washer. Certamente é verdade que há muitos falsos cristãos que por terem feito a “famosa oração” uma vez se considerem salvos, mas, talvez por causa da influência católica, vemos em nosso país uma forte tendência para a salvação pelas obras. Não entender regeneração (e justificação e o Evangelho) afeta sua visão de santificação. Infelizmente há muitos buscando a santificação de uma forma legalista, buscando por suas obras nascerem de novo ou serem declarados justos.

Não que não devamos buscar com todo nosso empenho, em uma santa violência, a santidade, mas esta busca provém de um coração que foi transformado por Deus. É uma busca fundamentada na graça, não no mérito. Então, pergunto: sua vida tem dado frutos de que você é nascido de Deus?

1) Mas quais frutos? Impecabilidade? Não! Mas uma vida de crescimento em santidade.

Você tem vivido uma vida sem se importar com santidade? Isso talvez seja uma demonstração que você não é nascido de novo. Se este é seu caso, arrependa-se e olhe para Cristo como seu único Salvador e peça que Ele o salve e transforme. Se você não tem confiado em Cristo no fundo do seu ser para salvá-lo, então talvez você nunca tenha sido de fato um cristão. Então, venha para Cristo.

E se você hoje está vivendo um cristianismo “morno”, meu apelo é o mesmo: volte-se para Cristo! Volte para casa (vídeo).

2) Mas quais frutos? Perfeição? Não! Mas uma vida de arrependimento e fé em Cristo.

Talvez seu caso seja que você está se esforçando tanto em seu próprio braço e você não sente a doce paz de confiar em Cristo e, por isso, você duvida ser realmente salvo. Sugiro que você veja este vídeo de Washer, onde ele responde a um jovem que também duvidava sua salvação.

Talvez você esteja esperando um arrependimento perfeito (vídeo). Meu irmão, tudo que é necessário para ser salvo é olhar para Cristo. “Olhai para mim, e sereis salvos, vós, todos os termos da terra; porque eu sou Deus, e não há outro” (Isaías 45:22). Sua vida irá testemunhar que você nasceu de novo, mas se você ficar olhando parar si mesmo, toda hora, para ver se você está olhando para Cristo, você tirará seu olho de Cristo. Olhe para Cristo! Confie nele.

Veja mais em Igreja

Hotel em Promoção - Caraguatatuba

Deixe um Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Eis-me Aqui