Reino Unido nega asilo a refugiado cristão, alegando que a Bíblia não é “pacífica”

Hotel em Promoção - Caraguatatuba
Faça Sua Parte - Compartilhe!

País é acusado de uma agenda anticristã explícita que promove o banimento de cristãos que buscam refúgio.

O Reino Unido negou asilo a um cristão convertido iraniano, dizendo que o cristianismo não é uma religião “pacífica”. O Ministério do Interior inglês, que supervisiona imigração e passaportes, rejeitou o pedido de asilo de um homem, dizendo que a alegação do requerente de que o cristianismo é “pacífico” é “inconsistente” com a Bíblia.

A carta de negação alega que os livros da Bíblia, como Levítico, Êxodo, Mateus e Apocalipse, estão “cheios de imagens de vingança, destruição, morte e violência”.

Receba Estudos no Celular!

“Esses exemplos são inconsistentes com sua afirmação de que você se converteu ao cristianismo depois de descobrir que é uma religião ‘pacífica’, em oposição ao Islã que contém violência, raiva e vingança”, diz a carta.

Um especialista legal disse que é provável que essa decisão seja mais anti-asilo do que anticristã.

“O Ministério do Interior é notório por inventar qualquer motivo para recusar asilo e isso parece um exemplo particularmente criativo, mas não necessariamente um surto sistêmico de sentimento anticristão no departamento”, disse o especialista em direito Conor James.

Em uma coluna de opinião para o The Examiner, Becket Adams disse que parece haver uma “tendência no Reino Unido de funcionários do governo tomarem posições explicitamente anticristãs”.

Adams apontou para uma investigação na Grã-Bretanha onde a polícia está investigando um repórter católico que supostamente “errou” o gênero de uma pessoa transgênero.

Deportações de cristãos na Suécia

O Reino Unido não é o único país acusado de uma agenda anti-cristã. Na Suécia, Micael Grenholm escreve em uma coluna de opinião para o The Christian Post, que autoridades do governo sueco têm deportado cristãos em busca de asilo para países como o Afeganistão.

“As autoridades suecas motivam esses abusos dos direitos humanos alegando que os requerentes de asilo não são cristãos ‘verdadeiros’”, disse Grenholm.

Os suecos estão aplicando testes da Bíblia para os cristãos, com perguntas aleatórias que se não forem respondidas corretamente mostram que não são cristãos. Eles fazem perguntas como “O que Mateus 10:34 diz?” e “Você pode descrever os mandamentos?”

Micael Grenholm , que é pastor da Igreja Mosaik em Uppsala, Suécia, disse que fez um teste que incluiu estas perguntas para dezenas de cristãos suecos experientes. “Apenas 300 pessoas conseguiram obter mais de 60% de respostas corretas. Claramente, esses tipos de perguntas não mostram se você é cristão ou não”, afirma.

“O Conselho de Migração sueco defendeu o uso de questões como essas e afirmou que seu sistema está de acordo com o estado de direito, de modo que possam ter certeza de que aqueles que eles deportam não são cristãos verdadeiros. E nós provamos que eles estão errados”, disse o pastor.

Na quarta-feira passada, um relatório chamado “Investigação sobre os Processos de Asilo de Conversos Religiosos na Suécia” foi divulgado. Foi encomendado por quatro das maiores denominações evangélicas da Suécia e de autoria de vários estudiosos e advogados. Eles analisaram 619 cidadãos afegãos em busca de asilo na Suécia que são membros batizados em igrejas suecas.

O relatório mostrou que 68% deles tiveram seus pedidos de asilo rejeitados, apesar de seus pastores em quase todos os casos insistirem que sua fé é genuína.

Fonte: Guiame.com.br

Postagem Original: https://guiame.com.br/gospel/noticias/reino-unido-nega-asilo-refugiado-cristao-alegando-que-biblia-nao-e-pacifica.html

Divulgação: Eis-me Aqui!

Hotel em Promoção - Caraguatatuba
Right Menu Icon