Últimas Notícias

Jovem budista se entrega a Jesus: ‘Aprendi o que significa ser filha de Deus”

Hotel em Promoção - Caraguatatuba
Faça Sua Parte - Compartilhe!


Quando conheceu o Cristianismo, Sophie Nguyen disse que não se achava digna de seguir Jesus.

No Dia dos Pais de 2017, Sophie Nguyen estava em San Jose, a cerca de 3.000 quilômetros de seu pai em Granger, que vivia em Indiana.

Sophie e seu namorado haviam se mudado para o Vale do Silício no ano anterior. Como era seu primeiro dia dos pais sem o pai por perto, ela aceitou o convite de um amigo dele para ir à Eden Church.

Receba Estudos no Celular!

Ela sabia pouco sobre o Cristianismo e não entendeu as músicas que a igreja estava cantando. “Eu não tinha ideia do significado das músicas, mas gostei delas”, disse.

“O tempo de adoração sempre me fazia chorar, mas eu não tinha ideia do porquê. Mas eu sabia que havia algo especial. Foi isso que me fez voltar [à igreja]”, contou.

A visita de Sophie à igreja a levou a uma série de eventos que a fariam tomar a decisão mais importante de sua vida.

“Entrar pelas portas da Éden mudou seriamente a minha vida em todos os aspectos”, disse Sophie.

Salvar vidas

O pastor Daniel Atondo fundou a Eden Church em fevereiro de 2017, no coração do Vale do Silício. Desde o início, ele projetou a igreja para envolver as pessoas “que acham que igreja é irrelevante”.

Atondo estava na equipe de uma igreja batista do sul em Bakersfield, Califórnia, quando Deus começou a apontar ele e sua esposa Kayla para a plantação de igrejas. O casal examinou várias das principais cidades da costa oeste e finalmente se estabeleceu em uma das comunidades mais saturadas de tecnologia do planeta.

Depois de servir como aprendiz na Igreja Echo de San Jose, Atondo se estabeleceu em um bairro da cidade no coração de algumas das marcas mais icônicas da tecnologia. A igreja se reúne em frente à sede do eBay e na mesma rua da Netflix.

Com um alto custo de vida e um número relativamente baixo de pessoas expostas ao Evangelho, San José continua sendo um lugar difícil de alcançar. No entanto, Deus tem sido fiel à igreja até agora. Nos primeiros dois anos e meio da igreja, quase 80 pessoas entregaram suas vidas a Cristo. Vinte foram batizados.

A igreja tem sido ideal para alcançar trabalhadores da área de tecnologia como Sophie, que era consultora de mídia social. Porém, foi a diversidade étnica da igreja que a intrigou.

Filha de imigrantes do Laos, Sophie cresceu budista em uma cidade do Centro-Oeste, onde os asiáticos representavam menos de 2% da população. Ela havia se acostumado a conectar igrejas cristãs às comunidades anglo-americanas e afro-americanas.

“Quando entrei na Éden, havia uma garota que estava na equipe da igreja, a única membro da equipe que não era Daniel na época, e ela era filipina”, disse Sophie. “Eu estava tipo, ‘Ei, ela meio que se parece comigo.’ Eu me senti à vontade. Sou de Indiana. Era difícil crescer na Ásia por lá. Nunca havia realmente associado a igreja a pessoas que se pareciam comigo.”

Pouco tempo depois de aparecer na Igreja Eden, Sophie começou a frequentar uma aula que ajuda os não-cristãos a entender o Evangelho de uma maneira fácil.

Seguidora de Jesus

Ao ouvir o Evangelho apresentado, sua primeira preocupação foi não se sentir digna de seguir Jesus. Ela assumiu que precisaria ser uma pessoa perfeita. Como alguém que não havia crescido em uma família cristã, ela temia não saber o suficiente para se tornar um seguidor de Jesus.

Sophie então se encontrou com o casal de pastores e começou a enchê-los com perguntas. O casal não apenas respondeu suas perguntas, mas acalmou suas preocupações sobre a necessidade de ser perfeita. Depois de lutar vários meses com a decisão, Sophie acabou entregando sua vida a Jesus.

“Um dia durante o serviço, eu não aguentava mais”, disse Sophie. “Eu estava apenas chorando no culto. Eu disse a Daniel que estava pronta para me tornar uma seguidora de Jesus.”

A decisão virou sua vida de cabeça para baixo. À medida que Sophie aprendeu mais sobre a Bíblia e passou mais tempo com os pastores, começou a perceber os benefícios de não viver com o namorado antes do casamento. Ele acabou se tornando um crente também. Depois de viver separados por vários meses, o casal se casou.

Agora, Sophie e seu marido são voluntários ativos na igreja. Ela serve na igreja todos os domingos, das 8h às 13h e lidera a equipe de comunicação da igreja. Seu marido agora lidera a equipe de layout e logística.

Mas a maior mudança na vida de Sophie aconteceu no coração dela e do marido. Ela disse que os dois aprenderam o que significa ser filho de Deus. Antes de se tornar cristã, ela nunca se imaginou se casando ou tendo filhos.

“Agora, minha vida é completamente diferente”, disse Sophie. “Vejo o casamento como um presente, ter filhos como presente, ser criança como presente. Isso com certeza foi uma grande mudança na minha vida.”

Ela também observou como seu relacionamento com Jesus a ajudou a lidar com a ansiedade.

Fonte: Guiame.com.br

Postagem Original: https://guiame.com.br/gospel/mundo-cristao/jovem-budista-se-entrega-jesus-aprendi-o-que-significa-ser-filha-de-deus.html

Hotel em Promoção - Caraguatatuba