Turismo

Como Planejar Seu Retiro Espiritual

Organização, prática financeira técnica e preparo espiritual são pontos fundamentais no planejamento do seu retiro espiritual.

Hotel em Promoção - Caraguatatuba
Faça Sua Parte - Compartilhe!

O retiro espiritual é um período importante para a comunidade cristã. Por isso, todos os anos as igrejas locais organizam seus retiros em datas distintas, com objetivos e públicos diferentes. No Carnaval, por exemplo, os jovens se reúnem nos acampamentos para momentos de comunhão e recebimento da palavra. Em outras oportunidades, crianças, juniores e até mesmo os adultos separam esse momento para buscar a Deus. Afinal, esse é o maior objetivo dos retiros. Organizá-los, entretanto, é um grande desafio. É preciso levar em consideração o aluguel do local – geralmente um sítio -, o serviço de cozinha e até mesmo os preletores e bandas que ajudarão na sequência da liturgia do culto. Para ajudar as lideranças, falaremos, hoje, sobre como planejar o seu retiro espiritual.

Como planejar o seu retiro espiritual? Preparando a igreja local

O primeiro e mais importante passo é a preparação espiritual do retiro e da igreja. É preciso buscar a resposta de Deus sobre a necessidade daquele retiro, seu objetivo final ou até mesmo sua temática. Santificação, arrependimento, mover do Espírito são alguns dos “temas” que devem ser inspirados por Deus. Quando se tem esse direcionamento em mente é mais fácil instruir o departamento de intercessão para a preparação espiritual do retiro, organizar os períodos de jejum e de oração da comunidade. Afinal, quando oramos pelo objetivo correto é mais provável que o alcancemos. Portanto, antes da preparação física do retiro é preciso priorizar a preparação espiritual do mesmo.

Investimento financeiro: quanto cobrar pelo retiro?

Um tema delicado é o investimento financeiro de cada retiro. Antes de tudo é fundamental analisar os números da igreja e definir se a mesma subsidiará uma parte do retiro ou se todos os investimentos serão pagos com os valores das inscrições. Se não existe ninguém no corpo de membros ou da própria liderança que tenha competência técnica para fazer essa análise, sugerimos a contratação de uma contador. A transparência é a melhor forma de lidar com as contas da igreja local.

Receba Estudos no Celular!

Definida essa parte, chega-se ao momento mais difícil: a contratação dos fornecedores. Aqui é preciso estar muito atento, pois preletores e bandas também são fornecedores. Eles fornecem a palavra, o momento de louvor e contribuem para a liturgia do culto, mas não devem ser mais importantes do que o objetivo final do retiro que é buscar a Deus. Nos últimos anos, temos percebido o aumento do valor  das inscrições dos “acampamentos” pelo acréscimo de questões desnecessárias: bandas que pedem uma oferta muito alta e preletores que “cobram” para pregar. Se o valor final das inscrições for muito alto de nada adianta organizar um retiro com preletores e bandas que estão em alta. É preciso ajustar todas as coisas para que a vontade de Deus seja honrada do início ao fim.

Atente-se à condição financeira do corpo de membros, à saúde financeira da igreja e defina um valor de inscrições justo, que seja capaz de pagar todos os fornecedores e oferecer o mínimo de conforto para os membros.

A conta é simples:

Retiro com subsídio da igreja = inscrições mais baratas ou preletores e bandas mais conhecidos

Retiro sem subsídio da igreja = inscrições mais caras ou retiro sem luxos

Adeque ao objetivo final, que é buscar a Deus, de acordo com a realidade da igreja e de seus membros.

Contratação dos fornecedores

Os fornecedores são muitos. Por isso, vale separá-los por áreas e contar com voluntários, se isso for possível. As áreas são:

Logística

Equipe responsável pelo transporte dos membros e de todo equipamento necessário para realização do retiro. Geralmente, alugam-se ônibus para levar os inscritos até o local do retiro e os equipamentos são transportados pelos próprios fornecedores contratados. Dessa forma, fica mais fácil organizar todas as áreas.

Vale contratar uma empresa séria e que esteja de acordo com as leis vigentes. Dessa forma, evitam-se possíveis acidentes e riscos. Quando se lida com vidas, todo o cuidado é pouco.

Estrutura

Equipe de sonoplastia, equipe de limpeza, equipamentos musicais, cadeiras, púlpito, colchões e outros detalhes fazem parte dessa área, que é a mais desafiadora para os organizadores. Sem uma boa estrutura, o retiro espiritual não é agradável para aqueles que estão lá para buscar a Deus. Imagine só acordar cedo para o início das atividades sem ter descansado em um colchão de qualidade? Ou até mesmo tentar participar do culto sem ouvir aquilo que o pastor está dizendo pela má qualidade do microfone? Pequenos detalhes podem atrapalhar o objetivo final do retiro espiritual. Portanto, é muito importante destinar recursos para a estrutura e uma equipe da igreja local para supervisionar os trabalhos.

Alimentação

Existe um ditado que diz que “o que os crentes não bebem, eles comem”. Brincadeiras à parte, mas a alimentação é ponto-chave. Se estamos organizando um evento para 600 pessoas, é preciso ter comida para todos – e comida de qualidade.

Contratar um buffet experiente é a melhor opção nesse caso.

Lazer

As opções de lazer dependem muito do tema ou do público do retiro. Se estamos organizando um retiro de “Encontro com Deus”, geralmente as opções de lazer são escassas, pois nesse momento o intuito é meditar, ficar em silêncio e buscar a Deus em todo o tempo. Um retiro de jovens, por exemplo, já requer uma outra tratativa. Para engajá-los e motivar a comunhão, algumas igrejas locais propõem jogos e alugam sítios com piscina e quadras de esporte. Cada retiro exige um tipo de lazer.

Espiritual

Sem dúvidas, esse é o ponto mais importante de toda a organização. A escolha dos preletores e das bandas deve ser inspirada por Deus, como falamos anteriormente, mas é preciso escolher alguns voluntários para interceder, jejuar e até mesmo servir a igreja no momento dos cultos.

Burocracias são importantes

A igreja deve ser exemplo diante de nossa sociedade corrompida por maus costumes. Procure fazer tudo corretamente. Se for necessário declarar algum investimento, declare. Firme todas as relações com os fornecedores por contrato e conte com o auxílio de um profissional da contabilidade – se necessário. Seja transparente com o corpo de membros e divulgue a planilha de investimento do retiro espiritual para que não existam dúvidas da idoneiadade da liderança.

Conclusão

Planejar um retiro espiritual não é fácil, mas o esforço vale a pena quando vemos o mover de Deus durante aqueles dias. Os acampamentos são como óleo novo e fresco sobre nossas cabeças. Portanto, organize com carinho, temor e tremor. Busque a Deus em todo tempo e prepare esse momento espiritualmente. Certamente, dessa forma, os frutos serão colhidos.

Fonte: eismeaqui.com.br

Postagem Original:

Divulgação: Eis-me Aqui!

Hotel em Promoção - Caraguatatuba

Deixe um Comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Right Menu Icon
%d blogueiros gostam disto: