Estudos Bíblicos Estudos da Semana Teologia Sob Medida

Por que nós devemos orar?

Hotel em Promoção - Caraguatatuba
Faça Sua Parte - Compartilhe!

O diálogo entre os homens e Deus é um verdadeiro mistério. Como se pode falar e ser ouvido por outro que não vemos, que não conhecemos em carne e osso e que, em muitas vezes não nos responde. A oração é um mistério prazeroso de se descobrir; é mais uma das dádivas dadas pelo Pai.

 

Gary T. Meadors, professor norte-americano do novo testamento, aponta que esse diálogo – a oração – com o Todo-Poderoso é parte do tecido da Bíblia.

Receba Estudos no Celular!

 

Em Gênesis 4:26, lemos que ‘homens começaram a invocar o nome do Senhor’ e em Apocalipse 22:20, encontramos a simples oração: ‘Vem, Senhor Jesus’.

amparada pela oração. No intuito de aprender mais sobre esse meio prazeroso de relacionamento com Deus, vamos discorrer sobre o motivo pelo qual oramos?

 

  1. Oramos porque amamos

 

O diálogo é ponto alto dos relacionamento. É falando que expressamos nossos sentimentos, que conhecemos os anseios do outro e temos comunhão. É no diálogo que expressamos a nossa alma, que deixamos transparecer o que há por dentro e levamos para fora o que apenas nós conhecíamos.

 

A oração é um diálogo com Deus. É por meio dela que estabelecemos vínculo e nos sentimos pertencentes a Ele.

 

  1. Nós dependemos de Deus

Spurgeon disse que “orar é subir com asas de águia acima das nuvens e chegar ao Céu claro, habitado por Deus. É entrar na casa do tesouro do Senhor e fartar-se de uma fonte inesgotável.”

 

Talvez, essa seja uma das mais belas definições da oração. Quando falamos com Deus, não falamos para Ele, mas para nós. Ele já sabe de nossas necessidades e conhece o estado do nosso coração. Quando oramos, portanto, estamos lembrando a nós mesmos de que há alguém que nos ouve e que nos ama.

 

Por meio da oração, recebemos o conforto, a força e todos os outros recursos de que precisamos na vida, tanto natural quanto espiritualmente. Oração – relacionamento com Deus – é tão necessário para a vida espiritual como o ar é para a vida natural.

 

  1. A oração nos permite resistir à tentação

Jesus advertiu seus discípulos para “vigiar e orar, para que você não entre em tentação” (Mateus 26:41, NKJV). Viver uma vida sem oração pode nos deixar fracos e expostos, dando uma oportunidade para o inimigo ganhar terreno e potencialmente nos atrair para o pecado.

 

  1. A oração é necessária para as pessoas convidarem Deus a agir na salvação.

“Sempre que Deus tenciona exercer misericórdia com Seu povo, a primeira coisa que faz é levá-lo a oração.” Matthew Henry

 

Assim como Abraão intercedeu por um povo, com o próprio Jesus intercedeu por nós, nós podemos estar entre Deus e uma causa. Apenas o sangue de Jesus é o que nos torna capazes de apresentarmos as causas das nações diante dele. Além do mais, nós nunca estaremos intercedendo sozinhos. Enquanto nós oramos por algo, o próprio Jesus ora por nós. Ele é aquele que nos respalda diante de Deus.

 

A intercessão é um instrumento valioso. Quando estamos alinhados ao coração de Deus, podemos orar com ousadia – dada pelo Espírito Santo – crendo que Ele nos ouvirá e salvará o seu povo, atuando com misericórdia.

 

  1. Deus nos instrui a orar

 

Em Colossenses 4: 2, Paulo escreve: “Continue fervorosamente em oração, vigilante com ação de graças” (NKJV). Jesus também encorajou Seus seguidores a orar: “Então Ele [Jesus] falou uma parábola para eles, que os homens sempre devem orar e não desanimar” (Lucas 18: 1).

Don Carson nos encoraja a orar. Ele explica que “nosso Pai celestial não é meramente uma máquina que libera guloseimas se apertarmos os botões certos. Ele é uma pessoa, e espera que nós interajamos com ele de maneiras pessoais com submissão, fé, pedidos, ações de graça, submetendo tudo a ele finalmente em plena certeza de que ele sabe o que é melhor.

Fonte: Hélio Barros Leite

Postagem Original:

Divulgação: Eis-me Aqui!

Hotel em Promoção - Caraguatatuba