Estudos Bíblicos Estudos da Semana Oração Teologia Sob Medida Últimas Notícias

Como orar pela Síria

Como orar pela Síria
Hotel em Promoção - Caraguatatuba
Faça Sua Parte - Compartilhe!

Estou vendo um dilúvio de todos os tipos de imagens de crianças na Síria morrendo como resultado da guerra do governo sírio contra os últimos focos de resistência dos rebeldes sírios contra o governo. As imagens colocam o governo na posição de vilão.

O que é interessante é que antes da Guerra no Iraque, a mídia inundou o público com todos os tipos de imagens de crianças no Iraque morrendo como resultado da guerra do governo de Saddam Hussein. Hoje, todos sabem que aquilo foi mera estratégia de propaganda de guerra do governo de George Bush para invadir o Iraque. Resultado? Na esteira da invasão americana, a população cristã iraquiana, que era mais de 2 milhões, hoje é menos de 400 mil.

O governo sírio é considerado pelo Dr. William J. Murray, um especialista em questões de perseguição de cristãos, o mais tolerante aos cristãos no Oriente Médio. Mesmo assim, desde 2011 enfrenta uma guerra na qual teve e tem de lutar contra o ISIS, a-Qaida e a interferência da ditadura da Arábia Saudita e o governo de Obama. Aliás, o governo sírio tem braços tão abertos para os cristãos que na Guerra do Iraque os cristãos iraquianos, vendo-se abandonados pelos americanos e sofrendo as consequências da guerra de Bush, fugiram para… a Síria. Ali, eles encontraram proteção.

Receba Estudos no Celular!

Fatos importantes:

Quem começou a guerra civil síria em 2011? A então secretária de Estado Hillary Clinton, que queria a derrubada do governo sírio a fim de que o ISIS dominasse a Síria.

Quem fundou o ISIS? De acordo com declarações de Trump em 2016, o fundador do ISIS foi Obama.

Quem treinou e armou o ISIS? De acordo com fontes conservadoras americanas, inclusive o WND (WorldNetDaily), foi a Arábia Saudita, com a ajuda da CIA e Hillary.

O dilúvio de imagens de crianças sendo mortas está vindo de onde? Dos últimos focos de resistências dos rebeldes sírios que eram sustentados por Obama. A imprensa esquerdista, amiga de Obama, está ampliando tais imagens como uma justificativa para o público fazer a mesma coisa que fez antes da Guerra no Iraque: pedir uma intervenção militar americana.

Esses últimos focos de resistência são de muçulmanos ligados ao ISIS e al-Qaida, que passaram exatamente 7 anos atacando, torturando, estuprando e matando cristãos sírios. A grande mídia americana, durante todo esse tempo, não mostrou uma única imagem de crianças cristãs sendo estupradas e mortas por esses rebeldes islâmicos que hoje apelam e pedem socorro para serem salvos de sua total derrota.

Não considero Saddam Hussein, ex-presidente do Iraque, e Bashar al-Assad, presidente sírio, heróis. Mas diferente do ISIS e al-Qaida, Saddam protegia as minorias cristãs. Diferente do ISIS e al-Qaida, Assad protege as minorias cristãs.

A imprensa que não condenou Hillary por iniciar a guerra na Síria, a imprensa que não condenou Obama por fundar o ISIS, a imprensa que não condenou a Arábia Saudita e a CIA por armarem e financiarem o ISIS na Síria e a imprensa que nunca teve a mínima preocupação de mostrar imagens de cristãos sírios sofrendo do ISIS e al-Qaida agora aparece clamando “genocídio” do governo sírio contra os últimos focos de resistência da ISIS e al-Qaida na Síria.

Ore com inteligência, sem ser guiado pela imprensa. Ore no Espírito Santo, ore em línguas, pois o Espírito Santo sabe dirigir melhor do que a imprensa a oração que você precisa fazer.

Alguns alvos que posso sugerir são:

* Orar para que Deus derrame sua misericórdia sobre a população cristã síria.

* Orar para que a mídia amante de Obama que está protegendo os rebeldes islâmicos de Obama na Síria fracasse e seja frustrada em sua propaganda de guerra contra o governo sírio.

* Orar para que o ISIS e a al-Qaida sejam eliminados na Síria.

* Orar para que a interferência das ditaduras islâmicas da Arábia Saudita e Turquia, que são aliados dos EUA, fracasse.

* Orar para que em vez de continuar as interferências de Obama na Síria, Trump busque amizade com o governo sírio. Se Trump pode ter amizade com a ditadura assassina anticristã da Arábia Saudita, não há razão para não buscar amizade com os sírios, que são vítimas das políticas de Obama, Hillary Clinton, sauditas e turcos. Com uma amizade com o governo de Trump, o governo sírio certamente não mais precisará do Irã e do Hezbollah para lutar contra o ISIS e a al-Qaida.

Fonte: Guiame

Postagem Original: http://juliosevero.blogspot.com.br/2018/03/como-orar-pela-siria.html

Divulgação: Eis-me Aqui!

Hotel em Promoção - Caraguatatuba
Right Menu Icon
%d blogueiros gostam disto: