Estudos Bíblicos Estudos da Semana Teologia Sob Medida

CAMINHO DEFINIDO!

CAMINHO DEFINIDO!
Hotel em Promoção - Caraguatatuba
Faça Sua Parte - Compartilhe!

MINISTÉRIO DE EVANGELISMO VOZ DO TRONO

Mensagem Diária

CAMINHO DEFINIDO!

Receba Estudos no Celular!

“Considera, pois, a bondade e a severidade de Deus: para com os que caíram, severidade; mas para contigo, benignidade, se permaneceres na sua benignidade; de outra maneira também tu serás cortado” – Romanos 11:22.
Pr. Vilson Ferro Martins – Pode ser lida em www.vozdotrono.com.br – Exerça seu cristianismo; replique as mensagens; mantenha os dados autorais.

O evangelho de Cristo oferece graça e o perdão – de graça, mas, exige o arrependimento verdadeiro!

No texto em questão somos convocados a levar em consideração duas “virtudes” de Deus. Sua bondade, todavia, não se limita apenas a bondade, pois Ele também é “severidade” e ela deve ser considerada por todos que se achegam a Ele.

A bondade de Deus serviu de referencial a ninguém menos que Moisés. Quando ele clamou para que o Senhor lhe mostrasse Sua glória, Deus optou por lhe mostrar sua bondade.

Conosco não é diferente. Muitas pessoas estão em busca de divisar a “glória” enquanto que o Senhor deseja revelar Sua bondade. Ele sabe que uma pessoa em contato com Sua bondade aliada à Sua graça estará habilitada a comparecer diante dEle como filho e não apenas como criatura.

A Sua bondade é manifestada de maneira impar a cada um, portanto, a cada um é dado a singular orientação à “considerar” a bondade do Senhor.

A bondade do Senhor também produz benignidade. Ela é fruto do Espírito. Ela produz louvor, maravilhas, bênçãos e provisão. A bondade de Deus é a manifestação (em parte) da Sua essência.

Deus deseja se manifestar em bondade para todos quantos permanecem fiéis, entretanto, Deus não é um ser tolo que faz vistas grossas para com aquele ou aquela que comete transgressão.

Ele, como Pai Amoroso e bondoso que é, então exerce a severidade. E ainda mais, não só aplica a severidade como pode até mesmo “cortar” os que vivem na prática de coisas referentes a queda. (Hebreus 12:6 – 1 Coríntios 5:5).

Deus é um Deus bondoso? Sim! Mas igualmente o é em severidade!
Deus é amor? Sim! Mas igualmente o é justiça!

O que irá definir em qual dos “tratamentos” de Deus podemos nos encontrar? A nossa permanência na Sua graça e benignidade; portanto, a instrução é que consideremos isso e andemos no caminho por Ele definido.

Amém!

Fonte:

Hotel em Promoção - Caraguatatuba