Cidadania e Política Igreja Perseguida Últimas Notícias

Ministro russo promete defender cristãos perseguidos no Oriente Médio

Ministro russo promete defender cristãos perseguidos no Oriente Médio

Sergey Lavrov reconhece que os cristãos foram os que mais sofreram com a perseguição no Oriente Médio, onde 80% já fugiram do Iraque e Síria.

Faça Sua Parte - Compartilhe!

Sergey Lavrov é o ministro das Relações Exteriores da Rússia. Ele afirmou que um dos objetivos do país é a convivência pacífica de diferentes grupos religiosos no Oriente Médio. Seu discurso foi feito durante a terceira reunião da cúpula de Diálogos Mediterrâneos em Roma, nos dias 1 e 2 de dezembro.

Os participantes desse encontro debateram as três principais questões da região: migração, terrorismo e desenvolvimento. Sergey Lavrov deu atenção especial ao futuro dos cristãos e disse que as minorias cristãs são as que mais sofreram com a violência e o êxodo. Ele pontuou: “O futuro dos cristãos no Oriente Médio é muito importante”.

Já Vladimir Putin, o presidente da Rússia, disse ao Conselho de Bispos de Moscou que espera que a igreja ortodoxa da região exerça um papel fundamental em ajudar a população da Síria a reconstruir sua nação.

Receba Estudos no Celular!

Classificada como “lenta”, a ajuda da comunidade internacional está obrigando ONGs e igrejas a intervir. É o exemplo dessas três grandes igrejas do Iraque, que formaram um comitê para trabalhar juntas. Um líder cristão que ajuda a cuidar de refugiados sírios, dentre eles muitos cristãos, disse que a mídia do Ocidente não entende o que está acontecendo na Síria e no Iraque.

Sergey Lavrov salientou: “Se nós permitirmos que a Síria desmorone, como alguns estrangeiros não se importariam, isso repercutiria em toda a região de modo muito negativo”. O ministro ainda disse que a Síria protege os cristãos e outras minorias, mas os países do Ocidente precisam discutir um programa de paz para o Oriente Médio.

Quem está se preparando para visitar o Oriente Médio é Mike Pence, vice-presidente dos Estados Unidos. Ele deve desembarcar no fim desse mês. Em outubro ele anunciou que o Departamento de Estado norte-americano favoreceria grupos religiosos. Além disso, ressaltou que favoreceria a Agência para Desenvolvimento Internacional a ajudar os cristãos perseguidos e outras minorias.

Publicado em junho, um relatório sobre o movimento dos cristãos no Oriente Médio diz que 50% a 80% da população cristã do Iraque e Síria fugiram desde o começo da guerra civil em 2011. Neste contexto, muitos deles não pretendem voltar. E mesmo que alguns tenham começado a voltar para suas casas, as ameaças permanecem. Um dos fatores que mais atrapalham é a falta de segurança. Além disso, há o custo para reconstruir que é alto.

Fonte: Guiame

Divulgação: Eis-me Aqui!

Right Menu Icon
%d blogueiros gostam disto: