Cidadania e Política Igreja Perseguida Últimas Notícias

Ex-guerrilheiro das Farc é impactado por Deus após ser impedido de matar pastor

Ex-guerrilheiro das Farc é impactado por Deus após ser impedido de matar pastor
Hotel em Promoção - Caraguatatuba

Conhecido como um perseguidor de cristãos, Jasar se tornou pastor e levou muitos guerrilheiros colombianos para Cristo.

Faça Sua Parte - Compartilhe!

De perseguidor de cristãos a cristão perseguido. Essa foi a mudança que as experiências sobrenaturais com Deus provocaram na vida de Jasar*, um ex-guerrilheiro das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) que se tornou pastor na região dos militantes.

Em entrevista exclusiva ao Guiame em parceria com a organização Portas Abertas, Jasar lembra que sua primeira experiência com Deus foi aos 16 anos, quando tentou matar um pastor. Na época, ele liderava mais de 3 mil homens na guerrilha. Por causa da filosofia comunista e socialista do grupo, ele era um ateu convicto.

“Eu saí para matar um pastor, mas Deus não permitiu. Ele revelou sua glória, guardando a vida deste pastor, para que eu pudesse conhecer o plano de salvação”, contou Jasar. Ele lembra que, na ocasião, deu duas opções ao pastor: renunciar a Jesus Cristo ou morrer.

Receba Estudos no Celular!

“Esse homem não saiu do lugar. Então eu tirei a minha arma para matá-lo, mas o Espírito Santo me neutralizou. Eu fiquei suando, tremendo e assustado. Ele levantou sua Bíblia e disse: ‘Se você me matar, Jesus irá levantar muitos homens para pregar a Palavra nessas montanhas’”, relatou.

“Eu tentei matá-lo de novo, mas não consegui tirar minha arma. Então ele usou a Bíblia pela segunda vez: ‘Desde quando você estava sendo gerado no ventre de sua mãe, Eu já tinha te escolhido para que você pudesse pregar a Palavra’. Eu fiquei com muita raiva, mandei ele ficar quieto e disse que Deus não existe. Tentei matá-lo novamente, mas eu não conseguia tirar a minha arma”, completou.

“Pela terceira vez, esse homem com a Bíblia me atacou: ‘Cedo ou tarde Deus vai tirar você das montanhas para que pregue o Evangelho no mesmo lugar onde já matou tantas pessoas, porque você tem um chamado como pastor e evangelista’. Eu não consegui matar esse homem e mandei ele sair”, ele lembrou. “Esse dia foi terrível, eu nunca tinha sentido tanto medo. Eu sabia que Deus estava guardando a vida desse pastor”.

Desde então, Deus começou a falar com Jasar de várias outras formas: ele teve sonhos, visões e recebeu profecias de muitas pessoas. Uma delas era sua esposa, que foi criada como cristã e se afastou de Deus quando se envolveu com as Farc. “Depois que eu casei com ela, ela passou a profetizar na minha vida e diariamente falava da existência de Deus. De tanto insistir que Deus é real, eu comecei a ameaçá-la de morte”, disse Jasar.

Experiências sobrenaturais

Certo dia, antes de saírem para um ataque militar, Jasar foi se despedir de sua esposa, que na época estava grávida — pois os casais guerrilheiros não combatem juntos. “Quando estávamos nos separando para a luta, ela profetizou sobre a minha vida: ‘Jasar, existe uma vida melhor. Deus existe. Eu queria viver com você uma vida civil, onde não há guerrilha, e criar nossos filhos com a bênção de Deus. Mas nosso filho e eu vamos morrer para que você seja salvo’. Eu não sabia porque ela falava assim, mas era um plano de Deus”.

Aquela foi a última vez que Jasar viu sua esposa. Sete dias depois, ele foi informado por rádio que ela havia sido morta pelo Exército Nacional da Colômbia. A partir disso, ele passou a ter experiências com Deus em sonhos, ouvindo de Jesus a frase: “Se arrependa, pois você irá morrer”.

Uma das experiências mais marcantes aconteceu em uma noite, quando Jasar teve a visão de seu espírito saindo de seu corpo, caso ele morresse sem Cristo. “Eu vi o espírito de morte me pegando e me levando até a boca do inferno. O espírito mau estava me levando pela mão e vi meu corpo morto lá embaixo. Nesse momento, eu me lembrei de todas as maldades que eu havia feito em minha vida”, relatou.

“Vi um túnel que levava ao centro da Terra, onde havia um lugar que pegava fogo e bichos comiam as pessoas. As pessoas gritavam lá embaixo, colocando culpa na sua família e na igreja por não terem pregado o Evangelho. O espírito da morte levantou as mãos para me jogar lá. Quando isso aconteceu, uma voz no céu disse: ‘Pare! Jasar, eu sou Jesus de Nazaré. Se arrependa porque você certamente irá morrer e irá para a condenação eterna’”

Jasar passou 23 anos de sua vida como guerrilheiro das Farc, até que chegou o dia em que Deus mudou sua identidade.


Imagem ilustrativa. Ex-guerrilheiro das Farc, hoje se tornou cristão perseguido na Colômbia. (Foto: Portas Abertas)

Saída da guerrilha

Liderados por Jasar, um grupo de guerrilheiros planejou o ataque a uma patrulha armada do Exército colombiano. Um espia das Farc avistou o local antes da ofensiva, mas não percebeu que o lugar estava cercado por militares. Era uma emboscada. Depois que Jasar deu voz de comando para o ataque, ele foi cercado por oficiais e todos os guerrilheiros fugiram.

O líder guerrilheiro estava munido com 375 balas, uma pistola, um fuzil AK-47 e algumas granadas. Ele resistiu aos militares por 1h25, até que sua munição acabou e ele foi encurralado. “Para um guerrilheiro, seu deus é sua arma e sua munição, então o guerrilheiro aprende que deve guardar duas balas no bolso da camisa se alguma coisa der errado. Eu não podia me entregar. Se eu me entregasse eles me matariam ou seria condenado à prisão perpétua pelos crimes que cometi”, pensou no momento.

Neste instante, Jasar colocou a pistola na cabeça, mas ela não disparou. “Alguma coisa começou a acontecer comigo. Eu comecei a ouvir as vozes dos cristãos que foram mortos, dizendo que eram filhos de Deus e que Cristo existia. Eu ouvi a voz do pastor que eu tentei matar. Eu lembrava do espírito da morte me lançando no lago de fogo. Ouvi Jesus dizendo: ‘Se arrependa, porque você vai morrer’. Ouvi a voz da minha esposa: ‘Se arrependa, porque você vai para o inferno’”.

“Eu disse: ‘Se o Deus dos evangélicos existe e me tirar daqui, irei servi-Lo até a morte’. Nesse momento, comecei a perder a consciência. Eu achei que o tiro tinha acertado a minha cabeça, mas comecei a sentir um vento forte. Quando retomei a minha consciência, eu estava a mais de 1 quilômetro fora do cerco militar. Estava ajoelhado e chorando, isso nunca tinha acontecido isso comigo. Vi um helicóptero que estava metralhando a montanha e, quando eu olhei para o céu, ouvi uma voz dizendo: ‘Jasar, eu sou Jesus de Nazaré. Eu tirei você da batalha. Se levante, fuja e nunca mais volte para a guerrilha’”, acrescentou.

Nesse dia, Jasar entregou definitivamente seu coração a Cristo e deixou de ser um guerrilheiro. “De perseguidor da igreja, agora sou um cristão perseguido. Estou pregando o Evangelho no mesmo lugar onde fiz todas as maldades, no meio da guerrilha e das montanhas, porque assim foi profetizado pela esposa que morreu e pelo pastor que eu tentei matar”, observou.

Dívidas que foram perdoadas

Jasar passou a ser perseguido como desertor pelas Farc e criminoso pelo Exército da Colômbia. Depois de um momento de jejum e oração, ele foi direcionado por Deus a se apresentar na Diretoria Nacional de Inteligência (conhecida anteriormente como DAS) para buscar seu atestado de antecedentes criminais e pagar pelos crimes que estivessem no sistema.

“Fiquei com muito medo, porque eu vi que a minha fotografia estava na parede quando eu havia sido capturado anos antes”, ele lembrou. “O funcionário do DAS me chamou e puxou minha ficha. Eu queria sair correndo, porque eu estava com muito medo. Mas uma voz me dizia: ‘Não corra, eu sou Jesus de Nazaré, eu te libertei. Eu trouxe você aqui para ser livre’. O funcionário me entregou o certificado, me abraçou e disse: ‘É de homens assim que a Colômbia precisa, que não têm antecedentes criminais’”.

Jasar não tem dívidas com nenhuma instituição militar da Colômbia ou internacionalmente. Ele acredita que “Deus purifica o homem de todo pecado e nos faz livres”.

Hoje ele é pastor na mesma região onde atuava como guerrilheiro. Há mais de um ano, ele plantou três igrejas no local, que hoje contam com 15 ex-guerrilheiros, 102 membros adultos e 131 crianças.

Embora a perseguição na Colômbia se restringia aos campos, Jasar não quer ter uma vida mais tranquila nos grandes centros do país. “Antes da minha conversão, Deus havia profetizado que me colocaria em lugares de perigo. Como homem, minha carne tem vontade de sair de lá. Mas quando penso isso, eu sinto no espírito que Deus não me mandou sair de lá. Se eu morrer agora ou permanecer vivo, está nas mãos de Deus. Para mim o viver é Cristo, e morrer é lucro”.

*Nome fictício por razões de segurança.

Fonte: Guia-me

Postagem Original: https://guiame.com.br/gospel/missoes-acao-social/ex-guerrilheiro-das-farc-e-impactado-por-deus-apos-ser-impedido-de-matar-pastor.html

Divulgação: Eis-me Aqui!

Hotel em Promoção - Caraguatatuba