Diretora de escola da Alemanha sugeriu que menina cristã usasse véu islâmico para se proteger de bullying

Diretora de escola da Alemanha sugeriu que menina cristã usasse véu islâmico para se proteger de bullying
Hotel em Promoção - Caraguatatuba
Faça Sua Parte - Compartilhe!

Emma R.

Uma escola em Frankfurt, na Alemanha, está sendo criticada depois que sua diretora disse a uma menina que ela deveria usar um véu islâmico se ela não quisesse sofrer bullying.

A mãe da estudante disse ao jornal Bild que sua filha foi “espancada e agredida verbalmente quando estava indo para a escola” por um grupo de meninas muçulmanas.

Receba Estudos no Celular!

Ela explicou que sua filha foi alvo porque “ela tem cabelo loiro, não tem véu na cabeça, tem um nome alemão-hebraico — e nós somos cristãos.”

O bullying foi tão cruel que deixou a estudante com um “medo enorme de ir à escola.”

Quando ela levou suas preocupações para a diretora da escola, ela disse que sua filha deveria usar véu islâmico se ela não queria sofrer bullying.

“Sua filha não precisa dizer que é alemã,” disse a diretora. “Além disso, você pode lhe dar um véu islâmico.”

A escola em questão não respondeu ao pedido de comentários do jornal Bild, mas a mãe confirmou que a situação deles é muito melhor agora que ela retirou a filha da escola.

Houve outros casos recentes de bullying religioso em outras escolas em toda a Alemanha.

O Bild também citou um caso na Baviera em que um pai disse que seu filho e sua filha chegaram em casa um dia em pânico porque outra criança havia dito que cortaria a cabeça deles porque são cristãos.

Em Bonn, outra mãe disse que sua filha compartilhou uma experiência semelhante, dizendo: “Nossa filha e vários colegas do terceiro ano foram pressionados por um colega de classe. Eles foram ameaçados com as palavras: ‘Seus pais vão queimar no inferno se eles não acreditarem em Alá.’”

O bullying religioso tem sido especialmente predominante em Berlim, onde muitas escolas têm um elevado número de estudantes imigrantes.

Em 2018, um grupo de professores de Berlim falou sobre o bullying religioso dizendo que os estudantes alemães poderiam sofrer bullying por levar um sanduíche de presunto para o almoço porque a carne de porco é proibida no islamismo.

Esse grupo defendeu a Lei de Neutralidade de Berlim, uma lei que apoia a legislação existente para proibir símbolos religiosos, como o véu islâmico de cabeça, nas salas de aula para combater o bullying religioso.

A Áustria, por sua vez, implementou uma proibição de uso de véus islâmicos de cabeça em jardins de infância e também tem considerado proibições similares nas escolas primárias.

Divulgação: Eis-me Aqui!

Hotel em Promoção - Caraguatatuba
Right Menu Icon