Cidadania e Política Igreja Perseguida Últimas Notícias

Ativista pró-vida é agredido por um homem enquanto falava do amor de Deus

Ativista pró-vida é agredido por um homem enquanto falava do amor de Deus
Hotel em Promoção - Caraguatatuba

O ministério de Ryan Roberts é ficar na porta de clínicas de aborto pregando para salvar a vida de bebês no ventre de suas mães.

Faça Sua Parte - Compartilhe!

Um defensor pró-vida do Texas está se recuperando em casa depois de ter sido agredido violentamente por um homem que discordou de seu ministério na porta de uma clínica de aborto.

Ryan disse ao homem que defende a vida na porta das instalações de aborto porque sua mãe quase o abortou. Depois disse a ele: “Jesus ama você”. Depois da frase, o motorista recuou, mas de repente parou sua caminhote no meio da rua e saiu para agredir Ryan.

O advogado Ryan Roberts estava em frente à Whole Woman’s Health, em Fort Worth, para tentar salvar crianças ainda não nascidas. Cristão, na sexta-feira (11) ele pregava sobre o amor de Deus às mulheres que buscam a clínica para abortar seus bebês.

Receba Estudos no Celular!

O pastor local Mark Dickson, da Igreja Sovereign LOVE, estava lá com Ryan quando o ataque aconteceu. Ele descreveu o incidente como chocante.

“Nós que ficamos nas calçadas das clínicas de aborto passamos por muitas coisas”, disse o pastor Dickson, que também atua como diretor da Right To Life do leste do Texas.

“Nem todo mundo gosta do que dizemos e nem todo mundo gosta do que fazemos. Às vezes nós os vemos reagir violentamente”, completou.

Em vídeo

A agressão foi toda filmada.Ela mostra Ryan gritando para as pessoas em seus carros não fazerem mal aos bebês. Ele fala do amor de Cristo a todos os que estão ao redor, inclusive ao agressor, sem imaginar que seria atacado com socos em seguida.

“No vídeo, você verá um homem chegar à Whole Woman’s Health. Ele não estava lá para deixar ou pegar ninguém”, explicou Dickson. “Ele apenas nos viu na calçada e decidiu parar”.

O pastor explica que eles tentaram conversar com o homem que havia descido do carro com intenção de agredi-los. “Ele parou no meio da estrada, saiu do veículo e começou a socar Ryan Roberts várias vezes na cara. Tudo por compartilhar sobre Jesus Cristo”.

Atordoado e com sangue escorrendo pelo rosto, Ryan levou alguns minutos para se recompor antes de continuar com suas tentativas de convencer as pessoas a interromper a vida de seus filhos ainda não nascidos. Foi uma notável demonstração de coragem em face de um ataque tão aleatório e selvagem.

“Eu sabia que isso acabaria acontecendo”, disse Ryan sobre o ataque. “Eu disse a mim mesmo que se isso acontecesse, eu iria aceitar. Como Jesus. E foi isso que eu fiz”.

Adesivos gospel

Ryan também revelou que ele estava surpreso porque o homem que o atacou parecia ser cristão, pois seu carro tinha adesivos gospel.

“De todas as pessoas que eu pensei que iria me atacar aqui esse não seria alguém”, explicou Ryan. “Ele tinha adesivos de Jesus em todo o seu caminhão. Foi louco”.

Ryan continuou seu ministério após o ataque, ele proferiu algumas palavras poderosas, usando aquela agressão a seu favor enquanto ele continuava pregando o amor de Cristo:

“Jesus te ama muito! Eu acabei de ser agredido aqui por um homem aleatório que passou por aqui. Você deveria ver meu rosto. Eu estou coberto de sangue. Mas tudo bem. Porque Jesus foi crucificado. Ele foi espancado e ensanguentado. Por você! Porque ele ama você. E ele ama aquele bebezinho também!”.

O Pr. Dickson destacou que quando ele e seus colegas ativistas pró-vida buscam anunciar o Evangelho em um ambiente tão carregado de emoções, eles nunca têm certeza de como as pessoas o aceitarão.

“Quando estamos ministrando na clínica de aborto e alguém nos aborda, não sabemos se é pelo que estamos fazendo ou contra o que estamos fazendo”, disse ele. “Tudo o que sabemos é que dentro daquela clínica eles estão assassinando bebês. Estamos lá para proclamar o Evangelho de Jesus Cristo e tentar salvar tantos bebês quanto pudermos”.

A polícia identificou o suspeito, que recebeu acusações relacionadas ao cometimento de crime de ódio religioso.

Fonte: Guiame.com.br

Hotel em Promoção - Caraguatatuba