Estudos Bíblicos Teologia Sob Medida

Aumentando a confiança em Deus

Como aprender a confiar em Deus em todo o tempo?

Hotel em Promoção - Caraguatatuba
Faça Sua Parte - Compartilhe!

Certa história conta que dois fazendeiros passavam por grandes dificuldades em suas lavouras. Pragas, terra infértil e a estiagem castigavam o cultivo das plantações e, com isso, o faturamento mensal. A situação continuou adversa por um bom tempo até que eles resolveram orar e pedir a provisão de Deus. Entretanto, apenas um deles saiu e preparou o campo para a chuva. Esse conto, ilustrado no filme “Desafiando Gigantes”, ajuda-nos  a ter compreensão sobre um dos maiores desafios da fé cristã: a confiança.

Por vivermos em um século tão dinâmico, no qual as coisas acontecem com muita agilidade, queremos que os movimentos e acontecimentos da nossa vida sejam reais, rápidos e de verdadeiro sucesso. A espera é um incômodo e, por vezes, não sabemos como lidar com ela.

Deus está testando a nossa perseverança

Perceba que como os fazendeiros, nós também passamos por inúmeras secas, seja na área financeira, familiar ou ministerial. O importante é perseverar crendo que a provisão está a caminho, mesmo quando não pareça.

Receba Estudos no Celular!

As Escrituras Sagradas nos ensinam a confiar em Deus:

“Os que confiam no SENHOR serão como o monte de Sião, que não se abala, mas permanece para sempre.” Salmos 125:1

“Senhor, tu és a minha porção e o meu cálice; és tu que garantes o meu futuro”. Salmos 16:5

“Observem as aves do céu: não semeiam nem colhem nem armazenam em celeiros; contudo, o Pai celestial as alimenta. Não têm vocês muito mais valor do que elas?” Mateus 6:26

A verdade é que Deus nos sustenta, seja qual for a nossa carência e atende as nossas orações – se essas forem feitas em comum acordo com o ensinamento bíblico.

“E tudo o que pedirem em oração, se crerem, vocês receberão.” Mateus 21:22

Oração com ação

A oração, acompanhada por um ato de fé, é aquilo que Deus espera de nós. Perceba que depois de orar, apenas um fazendeiro preparou o seu campo para a chuva. Quantos de nós colocamos sobre os ombros de Deus os nossos problemas simplesmente para tirá-los do nosso? É claro que Deus nos ajuda a passar pelos vales, mas o enfrentamento dos problemas com maturidade e força emocional é um dos benefícios que podemos tirar dos dias ruins.

Quando oramos, enfrentamos os nossos problemas com ações; crendo na provisão de Deus, o resultado pode ser muito maior  do que pedimos. Ao invés de apenas encontrarmos paz e solução, seremos moldados por Deus, consequentemente, transformados em crentes e pessoas melhores.

Quando Neemias enfrentava o processo de reconstrução dos muros de Jerusalém, ele temeu pelo ataque dos inimigos. Sua atitude foi correta: ele orou e agiu

“Porém nós oramos ao nosso Deus e pusemos uma guarda contra eles, de dia e de noite, por causa deles.” Neemias 4:9

Deus tem prazer em atender as orações dos seus filhos

“O Senhor ouviu a minha súplica; o Senhor aceitou a minha oração” Salmos 6:9

Ele atende nossas necessidades, mas temos de estar preparados para receber a resposta. De nada adianta pedir se não temos fé na resposta e no poder de Deus! Temos de ser fortes e inabaláveis como os montes de Sião e termos atitudes de fé, pois essas qualidades são características de pessoas que depositam sua confiança no Senhor.

Sem alegria, nossa confiança em Deus é falsa

Ainda sobre a história dos fazendeiros, existe uma outra questão que muito se parece com os evangélicos sem raízes: só buscam a provisão de Deus e um relacionamento com ele quando as dificuldades batem à porta. A diferença entre pessoas que têm um relacionamento profundo com Deus e outros que são inconstantes é a alegria durante as tempestades. Por confiarmos em Deus, não perdemos a alegria, pois sabemos que dele virá a nossa provisão.

“Nele, o nosso coração se alegra, pois confiamos no seu santo nome.” Salmos 33.21

“A esperança dos justos é alegria, mas a expectação dos perversos perecerá.” Pv 10.28

A raiz da fé produz a flor da alegria de coração. Talvez não nos regozijemos no início da vida cristã, mas isso acontecerá no devido tempo. Confiamos no Senhor quando nos encontramos em tristeza, e, no devido tempo, Ele responde a nossa confiança, de tal modo que a nossa fé se torna em regozijo e nos alegramos no Senhor. A dúvida produz inquietação, porém, com o passar do tempo, a confiança em Deus significa alegria.*

Conclusão

A medida que O conhecemos, confiamos. A melhor forma, portanto, de aprender e desenvolver confiança em Deus é conhecendo-O por meio de experiências e pelo conhecimento das escrituras sagradas. Lá, aprendemos que Deus é digno de confiança, pois seu amor não falha. Ele é perfeito e capaz de terminar o que começou.

Se estamos debaixo de sua mão poderosa, podemos descansar.

* Extraído do site: http://www.charleshaddonspurgeon.com/2013/04/sem-alegria-nossa-confianca-em-deus-e.html

Fonte: www.eismeaqui.com.br

Postagem Original:

Divulgação: Eis-me Aqui!

Hotel em Promoção - Caraguatatuba

Deixe um Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Right Menu Icon
%d blogueiros gostam disto: