Estudos Bíblicos

A tricotomia do homem

O que compõe o nosso ser? Corpo e alma ou corpo, alma e espírito?

Hotel em Promoção - Caraguatatuba
Faça Sua Parte - Compartilhe!

É possível que você nunca tenha ouvido essa expressão, pois ela não é uma das temáticas mais abordadas durante os cultos das igrejas locais, mas tricotomia significa aquilo que se divide em três. Ou seja: corpo, alma e espírito. Veja os textos de referência que utilizaremos para discorrer sobre o tema.

“O mesmo Deus da paz vos santifique em tudo; e o vosso espírito, alma e corpo sejam conservados íntegros e irrepreensíveis na vinda de nosso Senhor Jesus Cristo”. 1 Tessalonicenses 5:23

“Porque a palavra de Deus é viva, e eficaz, e mais cortante do que qualquer espada de dois gumes, e penetra até ao ponto de dividir alma e espírito, juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e propósitos do coração”. Hebreus 4:12

Receba Estudos no Celular!

“Amarás, pois, o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma, de todo o teu entendimento e de toda a tua força”. Marcos 12:30

A verdade é que discutir sobre dicotomia e tricotomia é um assunto amplo. Muitos teólogos entram em discordância sobre o tema. Uns acham que somos apenas alma e corpo e outros que não devemos dividir aquilo que é unitário: um todo. Falaremos, hoje, sobre a tricotomia para refletir sobre a nossa vida cotidiana. Acredito que quando dividimos, conseguimos compreender o todo de melhor forma.

O corpo

O corpo é potássio, água, sangue e tantos outros elementos. O corpo é a parte que se separa na morte física. Portanto, o corpo é apenas a parte tangível, visível e temporal do homem. Em 2 Coríntios 4:7, temos um exemplo sobre a condição de humildade do nosso corpo.

“Temos, porém, este tesouro em vasos de barro, para que a excelência do poder seja de Deus, e não da nossa parte”.

Em contrapartida, quando lemos o texto de primeira Tessalonicenses (ver nas referências), o apóstolo Paulo deixa claro que devemos ser santificados em todo o corpo. Primeiro ele traz a ideia de unidade e depois separa as áreas de santificação. Nossas práticas não são externadas ou feitas por meio do corpo? Veja, por exemplo, a preguiça, lascívia, defraudação e tantos outros. É vital externar a nossa santificação no corpo, uma vez que ela começa em nossa alma e espírito.

A alma

É preciso saber que o corpo sem a alma é inerte. A alma precisa do corpo para expressar sua vida funcional e racional. A alma é identificada no hebraico do Velho Testamento por nephesh ( sentido literal de respiração da vida) e no grego do Novo Testamento por psiquê. Esses termos indicam a vida física e racional do homem.

A alma, portanto, está relacionada com a nossa capacidade pensante; racional. Isso significa que nem todos os nossos problemas são espirituais. Muitos deles, inclusive, são mentais e precisam ser tratados na mesma medida.  O teólogo John Stott falava que “o segredo do viver santo está na mente”. É lá onde tudo começa. Compreender, portanto, as benevolências de Deus e seu plano de salvação de forma racional nos ajudam a pisar em solo firme, tendo convicção de que nossa fé é uma fé inteligente.

O espírito

No hebraico, o espírito é relacionado à palavra ruach e no grego, pneuma. O significado da raíz de ruach é “ar em movimento”; ela é freqüentemente usada para descrever o vento. Pneuma pode descrever a autoconsciência do homem (1 Co 2.11). W. D. Stacey, antropóloga norte-americana, argumenta que Paulo não vê o pneuma como algo que somente o regenerado tem:“Todos os homens têm pneuma desde o nascimento, mas o pneuma cristão, na comunhão com o Espírito de Deus, assume um novo caráter e uma nova dignidade” (Rm 8.10). O espírito do homem, portanto, não é simples sopro ou fôlego, é vida imortal. Veja as referências bíblicas:

“E que os mortos hão de ressuscitar também o mostrou Moisés junto da sarça, quando chama ao Senhor Deus de Abraão, e Deus de Isaque, e Deus de Jacó.” Lc 20.37

“Eis aqui vos digo um mistério: Na verdade, nem todos dormiremos, mas todos seremos transformados;
Num momento, num abrir e fechar de olhos, ante a última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados. Porque convém que isto que é corruptível se revista da incorruptibilidade, e que isto que é mortal se revista da imortalidade.” 
1 Coríntios 15:51-53

“E muitos dos que dormem no pó da terra ressuscitarão, uns para vida eterna, e outros para vergonha e desprezo eterno.” Dn 12.2

O espírito é o princípio ativo de nossa vida espiritual, religiosa e imortal. É o elemento de comunicação entre Deus e o homem.

Conclusão

Como falamos no princípio do texto, esse é um tema para incentivar a sua curiosidade na pesquisa teológica. Da mesma forma que uns são arminianos e outros calvinistas, esse é um tema de debate na esfera cristã. A lição, portanto, que queremos deixar é que precisamos enxergar o nosso pecado nessas três esferas e buscar a santificação nas mesmas três esferas. Não adianta ter um corpo sadio se a minha mente está adoecida. Conheça o seu interior e avance na luta contra o pecado.

Fonte: Eis-me Aqui

Postagem Original: http://www.eismeaqui.com.br/estudos-biblicos/a-tricotomia-do-homem/

Divulgação: Eis-me Aqui!

Hotel em Promoção - Caraguatatuba

Deixe um Comentário

Right Menu Icon
%d blogueiros gostam disto: