Estudos Bíblicos

A Reforma Protestante

Sola Gratia, Sola Fide, Solus Christus, Sola Scriptura e Soli Deo Gloria.

Hotel em Promoção - Caraguatatuba
Faça Sua Parte - Compartilhe!

Há 500 anos, um homem decidiu levar adiante sua intrepidez, publicando comunicado importante. Naquela época, era de comum costume pregar comunicados e avisos em lugares públicos. Esse recado, específico, foi alocado na porta da Catedral de Wintenberg, destinado à sociedade e ao clero e redigido por Martinho Lutero – um dos reformadores mais importantes do cristianismo.

Reza a lenda que após a leitura de Romanos 1:17 “Porque nele se descobre a justiça de Deus de fé em fé, como está escrito: Mas o justo viverá pela fé”, Lutero reconheceu que a salvação é adquirida através da fé e não por obras, como os princípios religiosos da época afirmavam. Este ensino errôneo incomodou-o de tal forma que ele compilou várias ideias próprias, e também de outros reformadores, como Jerônimo de Savonarola, John Huss e John Wycliff, nas 95 teses de Wintenberg.

Se você preza pelo ensino sério das escrituras, leia este texto até o final. Falaremos sobre a Reforma Protestante.

O incômodo que mudou a história

Receba Estudos no Celular!

A verdade é que muito se questionava sobre as doutrinas religiosas da época de Lutero, sendo a compra e venda de indulgências o ponto principal de discórdias entre os cléricos.

Segundo a igreja católica da época, uma pessoa poderia salvar a alma de um parente desde que pagasse um determinado valor monetário. Você já conhecia essa página da história e bem sabe que este ensinamento é o contrário do que está escrito em Romanos 1.17. Inconformado com as práticas e ensinos de sua época, Lutero iniciou uma reforma doutrinária.

Suas teses baseavam-se:

  1. Justificação pela fé: o homem não é justificado pelas suas obras, mas pela fé em Jesus Cristo
  2. Infalibilidade da Bíblia: a Bíblia  é infalível e está acima de qualquer tradição religiosa
  3. Sacerdócio de todos os crentes: não há intermediários entre Deus e os homens, senão Cristo Jesus.

Esses pontos, por si só, já eram uma afronta ao ensino vigente, que deixava claro que a leitura bíblica era sujeita à sua interpretação, que o Papa era um representante de Deus na Terra e que as obras muito importavam para o caminho da salvação. Como você sabe, os reformadores tornaram-se inimigos desse ensino. Por meio da coragem de muitos, com foco em Lutero, o sistema religioso foi reformado e as ideias são propagadas até os dias de hoje!

A força da escritura

A Reforma Protestante é um marco para os evangélicos reformados. Sabemos, hoje, que a Palavra de Deus é única e soberana e não necessita de intermediários. Afinal, a Bíblia  nos ensina a viver em constante reforma e renovação.

“Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim” [João 14:6].

“E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus” [Romanos 12:2].

Para dar continuidade ao exercício de reformar a nossa mente todos os dias, gostaria de compartilhar os fundamentos da Reforma, conhecidos como as cinco solas, disponível na íntegra aqui !

Soli Deo Gloria (Glória Somente a Deus)

O homem foi criado para a glória de Deus e nada mais!

Fomos criados para dar glória a Deus em tudo que fazemos e destinados à glória de Deus. O plano eterno de salvação dos homens já contemplava a glória de Deus (Ef 1.4-6). Soli Deo Gloria é o princípio pelo qual toda glória é dada a Deus no processo de salvação, mas também que, durante nossa vida neste mundo, nenhum ser humano é digno de glória. A vida do cristão é vivida diante de Deus e sob sua autoridade. Isso é para a glória de Deus.

Sola Fide (Somente a Fé)

A salvação é um presente que Deus nos dá e isso se efetiva somente por meio da fé, jamais pelas obras humanas. Lutero compreendeu que não eram as penitências, sacrifícios ou compra de indulgências que podiam livrar o homem da condenação eterna, mas a graça de Deus, através da fé (Ef 2.8).

Sola Gratia (Somente a Graça)

O Salmista Davi, numa oração de profunda busca por Deus, declara: Porque a tua graça é melhor que a vida; os meus lábios te louvam (Sl 63.3). Sim, a graça de Deus é a única ponte que cruza o abismo entre a depravação total do ser humano e a casa do Pai, onde Jesus foi preparar-nos lugar. Ninguém pode ser salvo por mérito próprio, por obras, penitências, sacrifícios ou compra de indulgências. Somente pela fé o ser humano pode ser salvo. E até mesmo a fé, que habilita o ser humano a receber o dom da graça, é dado por Deus (Ef 2.8). Nenhuma obra, por mais justa e santa que possa parecer, poderá dar ao homem livre acesso à salvação e ao reino dos céus. Isso somente ocorrerá pela graça de Deus. “Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isso não vem de vós; é dom de Deus; não de obras, para que ninguém se gloria”. Ef 2.8 e 9;

Solus Christus (Somente Cristo)

Sobre este tema, a Declaração de Cambridge diz: Reafirmamos que nossa salvação é realizada unicamente pela obra mediatória do Cristo histórico. Sua vida sem pecado e sua expiação por si só são suficientes para nossa justificação e reconciliação com o Pai. O homem nada poderá fazer para sua salvação, pois Jesus Cristo realizou a obra da redenção ao ser sacrificado na cruz do calvário, vertendo o seu sangue como sacrifício por nossos pecados. “E não há salvação em nenhum outro: porque abaixo do céu não existe nenhum outro nome, dentre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos” At 4.12;

Sola Scriptura (Somente as Escrituras)

Nós, os cristãos reformados, cremos que as Escrituras Sagradas são a única regra de fé e de prática. É isso que lemos em 2 Tm 3.16-17: “Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça, a fim de que o homem de Deus seja perfeito e perfeitamente habilitado para toda boa obra”. Entendemos que as tradições, as bulas, as decisões dos concílios e os escritos papais não possuem autoridade e não podem servir de instrumento de fé e prática para o rebanho de Cristo. Somente as Escrituras Sagradas estão habilitadas para isso. Elas foram escritas por homens inspirados por Deus, são instrumentos de revelação da vontade de Deus para nossa vida.

“Qualquer ensinamento que não se enquadre nas escrituras deve ser rejeitado, mesmo que faça chover milagres todos os dias!” Martinho Lutero

Fonte: Eis-me Aqui

Postagem Original: http://www.eismeaqui.com.br/estudos-biblicos/a-reforma-protestante/

Divulgação: Eis-me Aqui!

Hotel em Promoção - Caraguatatuba

Deixe um Comentário

Right Menu Icon
%d blogueiros gostam disto: