Missionário fala sobre evangelismo nas zonas de prostituição: “Vamos aos lugares escuros”

Hotel em Promoção - Caraguatatuba

Em entrevista ao Guiame, Andrew Fanstone fala sobre a atuação missionária do Iris Global em Fortaleza.

Faça Sua Parte - Compartilhe!

Em um contexto marcado pela prostituição, turismo sexual, tráfico de drogas e violência, Fortaleza, capital do Ceará, vem sendo impactada pelas ações de missionários que estão dispostos a “mudar o mundo”.

A organização Iris Global, fundada por Heidi e Rolland Baker, tem uma base em Fortaleza liderada por Andrew Fanstone, um britânico que se mudou para o Brasil após ouvir o chamado de Deus. Para ele, o Iris Fortaleza é simplesmente uma família.

“Nós sempre falamos para as pessoas que vivem conosco que elas podem mudar o mundo — não porque são especiais, mas porque há algo especial dentro delas, que é o Espírito Santo”, disse Andrew ao Guiame. “Vemos situações em nossa cidade e em nossa nação que quebram o coração de Deus. Não podemos só cantar e deixar essas pessoas serem totalmente destruídas”.

Receba Estudos no Celular!

Um dos grandes focos do Iris Fortaleza é resgatar mulheres e meninas da prostituição e turismo sexual nas regiões turísticas. “Queremos só falar que elas são preciosas, são especiais, são princesas e filhas de Deus. Fazemos isso de uma maneira muito simples”, contou Andrew.

Uma das formas são os cultos realizados dentro dos clubes de prostituição. “Os gerentes têm aberto as portas nas madrugadas. Nós adoramos a Deus, a presença vem e as prostitutas choram”, relatou. “Nosso propósito é ir aos lugares mais escuros, onde os cristãos geralmente têm um pouco medo. A luz brilha mais forte lá”.

Os missionários também atuam nas favelas, em especial na comunidade Oitão Preto, no centro de Fortaleza, onde a casa de traficantes foi transformada em uma casa de oração. Ali também são feitos projetos sociais como aulas de ballet, clube de leitura e reforço escolar.

Por trás dos frutos, uma renúncia

Andrew nasceu em Londres e tornou-se um fisioterapeuta com uma carreira promissora. Ele estava prestes a fazer parte da equipe técnica do clube Tottenham Hotspur, mas abriu mão das oportunidades profissionais para atender ao chamado missionário.

“Eu estava chegando perto desse sonho, mas Ele quebrou meu coração com amor pelas crianças que moram na rua”, disse ele, em lágrimas. “Os ingleses não gostam muito de chorar. Eu estou aqui há 17 anos e ainda choro pelas crianças. Quando você encontra o coração de Deus por eles, você está disposto a entregar tudo, como Ele fez”.

“Muitas pessoas acham que eu sou doido por sair de Londres para trabalhar com crianças de rua, nas favelas, ganhando nada. Mas para mim é um grande privilégio”, acrescentou o missionário. “Eu sou muito mais feliz aqui. Talvez eu não tenha toda a riqueza que eu poderia ter na Inglaterra, mas aqui eu estou no centro da vontade de Deus”.

Brasil para as nações

No Brasil, o Iris Global tem bases em estados como Ceará, Piauí, Alagoas, Rio de Janeiro e São Paulo. Sua escola de missões está sediada em Fortaleza e tem duração de três meses.

Segundo Andrew, a visão da escola de missões é despertar, mobilizar e treinar missionários. “A melhor forma de alcançar mais pessoas é levantar mais pescadores, mais missionários”, disse ele, que é bisneto de um dos primeiros missionários da Inglaterra no Brasil, que plantou uma das primeiras igrejas evangélicas em Pernambuco.

Andrew acredita que o tempo do Brasil se tornar um celeiro de missões — algo que é dito há muitos anos nas igrejas — chegou.

“Deus tem um chamado sobre o Brasil para levantar missionários”, destacou. “Precisamos parar de falar, é hora de agir. As igrejas estão sendo incendiadas de novo. Mas este novo despertamento não pode ser para entretenimento, para nós mesmos, para o conforto dos cristãos, mas realmente para trazer a mensagem do amor radical que vai levar à obediência radical”.

É sobre isso que se trata seu livro recém-lançado “Deus Mais Um”, publicado pela Impacto Publicações. Através da obra, Andrew pretende “incendiar uma geração para as nações”. “Deus mais uma pessoa é maioria. Ele está procurando uma pessoa que esteja disposta a entregar tudo por Ele, e quando Ele a encontrar, nada será impossível. O livro também conta com muitos testemunhos sobrenaturais que vivemos no Brasil”, explica.

Fonte: Guiame.com.br

Postagem Original: https://guiame.com.br/gospel/mundo-cristao/missionario-fala-sobre-evangelismo-nas-zonas-de-prostituicao-vamos-aos-lugares-escuros.html

Divulgação: Eis-me Aqui!

Hotel em Promoção - Caraguatatuba
Right Menu Icon