Cidadania e Política Últimas Notícias

Igreja mantém culto por mais de 700 horas para proteger família de refugiados, na Holanda

Igreja mantém culto por mais de 700 horas para proteger família de refugiados, na Holanda
Hotel em Promoção - Caraguatatuba

A igreja tem se baseado em uma lei do país, que impede a polícia de adentrar um templo durante a realização de um culto.

Faça Sua Parte - Compartilhe!

Na última segunda-feira (26), uma igreja holandesa ultrapassou 700 horas, realizando um culto ininterrupto para impedir que uma família de refugiados armênios seja deportada do país.

Sasun e Anousche Tamrazyan e seus três filhos, Hayarpi, Warduhi e Seyran fugiram da Armenia há cerca de 9 anos após Sasun ter recebido ameaças de morte e já vive na Holanda há quase nove anos.

No entanto, enquanto um juiz concedeu-lhes asilo, o governo conseguiu derrubar a decisão, de acordo com o jornal holandês Quartz. Um pedido de “perdão de crianças”, teoricamente concedido a refugiados com filhos que viviam na Holanda por mais de cinco anos, também foi recusado.

Receba Estudos no Celular!

A família pediu ajuda à Igreja Protestante Bethel e se refugiou no templo da denominação. Por lei, a polícia da Holanda é proibida de entrar em templos religiosos durante os cultos, por isso a igreja tem mantido desde 26 de outubro, um culto, que conta com o revezamento de pastores — até mesmo de outras congregações — e é a garantia de impedir a deportação dessa família.

Theo Hettema, presidente do Conselho Geral dos Ministros Protestantes, disse que a igreja queria criar um diálogo com o governo sobre o dilema desta família.

A igreja disse: “Fazemos o que sempre fazemos: um culto na igreja, mas depois continuamos — assim como a necessidade de ser apoiado é contínua. Fazemos isso para encorajar esta família a mostrar que estamos com eles como igreja, que existe um Deus que não deixa ninguém desamparado”.

Movimentos anti-imigração de extrema-direita ganharam popularidade na Holanda.

Em seu site oficial, a igreja pediu orações pela família Tamrazyan, por sua membresia, sua liderança e por 400 outras crianças também ameaçadas de deportação, bem como doações e mantimentos para que o culto possa continuar no templo.

Como o culto entrou em sua quinta semana, a igreja ainda está precisando de voluntários para participarem do culto. Theo Hettema, o presidente do conselho geral dos ministros protestantes, compartilhou no Facebook um chamado a participar da iniciativa.

“O serviço de revezamento provavelmente ainda tem que funcionar por um tempo”, escreveu ele, incentivando especificamente as pessoas disponíveis para os turnos da noite a entrarem em contato.

Fonte: Guia-me

Postagem Original: https://guiame.com.br/gospel/mundo-cristao/igreja-mantem-culto-por-mais-de-700-horas-para-proteger-familia-de-refugiados-na-holanda.html

Divulgação: Eis-me Aqui!

Hotel em Promoção - Caraguatatuba
Right Menu Icon
%d blogueiros gostam disto: