Como identificar se seu filho está sendo aliciado online

Como identificar se seu filho está sendo aliciado online
Hotel em Promoção - Caraguatatuba
Faça Sua Parte - Compartilhe!

Jornalista do Daily Mail

Recentemente, veio à tona que crianças a partir dos seis anos estão sendo aliciadas por meio de transmissão ao vivo no YouTube, e essa é apenas uma das maneiras pelas quais elas estão sendo visadas.

Sabe-se que predadores online usam regularmente games, mídias sociais, plataformas de transmissão ao vivo e salas de bate-papo para mirar crianças.

Receba Estudos no Celular!

Muitas vezes, o aliciador pode criar várias identidades online e até fingir ser criança para fazer contato.

Alguns predadores analisarão o que uma criança posta online antes de fazer uma abordagem, enquanto outros enviam vários “pedidos de amizade” na esperança de receber uma resposta.

De acordo com o Sede de Proteção Online e Prevenção à Exploração Infantil da Agência Nacional de Crimes dos EUA (conhecida pela sigla SPOPEI), criminosos tentarão iniciar conversas e tentar migrar para um aplicativo de mídia social ou de bate-papo privado.

Um porta-voz da SPOPEI disse: “Você deve presumir que se um site ou aplicativo é popular entre os jovens, pessoas com interesse sexual em crianças tentarão usá-lo para se comunicar com elas.

Isso não significa que você deva entrar em pânico ou não permitir que seus filhos os usem, mas simplesmente que eles devem estar cientes de que pode haver riscos em qualquer plataforma que estejam usando.

“Se seu filho usa jogos online, mídia social, plataformas de transmissão ao vivo ou salas de bate-papo, é importante certificar-se de que eles saibam como denunciar para a SPOPEI se alguém estiver fazendo com que se sintam desconfortáveis.”

A SPOPEI alerta que tem havido um aumento de crianças sendo “enganadas” e levadas a compartilhar imagens explícitas usando uma webcam ou a câmera no smartphone.

Especialistas dizem que não existe um sinal claro de aliciamento virtual, embora seus efeitos possam ser tão prejudiciais quanto o abuso sexual por “contato.”

Segundo a SPOPEI, abusadores sexuais vão querer que suas vítimas permaneçam em silêncio para manter o controle e impedir que a criança busque ajuda.

Um porta-voz acrescentou: “É importante assegurar que seus filhos estejam cientes dos riscos apresentados por pessoas com interesse sexual em crianças online. Eles precisam saber que devem ter cuidado com as pessoas com as quais conversam online, não compartilhar muitas informações pessoais e estar cientes de como elas aparecem em seus perfis online. É também importante que seu filho saiba que pode conversar com você se alguma coisa estiver incomodando e que você lhe dará todo apoio.”

Fonte: Guia-me

Postagem Original: http://juliosevero.blogspot.com/2019/01/como-identificar-se-seu-filho-esta.html

Divulgação: Eis-me Aqui!

Hotel em Promoção - Caraguatatuba
Right Menu Icon