Bolsonaro cita “Deus” em discurso no Fórum Econômico Mundial, na Suíça

Bolsonaro cita “Deus” em discurso no Fórum Econômico Mundial, na Suíça
Hotel em Promoção - Caraguatatuba

O evento reúne líderes mundiais que apresentam seus projetos de governo e administração com vistas a atrair confiança e investimentos.

Faça Sua Parte - Compartilhe!

Jair Bolsonaro fez sua estreia no cenário internacional como presidente do Brasil em Davos, na Suíça, onde acontece o Fórum Econômico Mundial (WEF, sigla em inglês). O encontro anual reúne líderes mundiais que apresentam seus planos para o desenvolvimento econômico, com foco no globalismo e em ações, como meio ambiente, educação e política internacional.

O discurso de Bolsonaro abriu a sessão plenária em Davos nesta terça-feira (22) e durou cerca de 6 minutos. Oitava economia do mundo, o Brasil desperta o interesse da comunidade internacional, especialmente com relação a investimentos e ao meio ambiente.

Além de economia, tema principal do encontro, o presidente abordou questões ligadas ao comércio exterior e turismo, não deixando de citar o lema de seu governo: “Deus acima de tudo”.

Receba Estudos no Celular!

O presidente disse que sua ida a Davos é a “grande oportunidade de mostrar para o mundo o momento único em que vivemos em meu país e para apresentar a todos o novo Brasil que estamos construindo”.

Bolsonaro disse ainda que assumiu o Brasil em uma “profunda crise ética, moral e econômica”, mas que seu governa goza “de credibilidade para fazer as reformas de que precisamos e que o mundo espera de nós”.

Principais pontos do discurso:

– Corrupção: “[Faremos] combate à corrupção e à lavagem de dinheiro”.

– Turismo: “Vamos investir pesado na segurança para que vocês nos visitem com suas famílias, pois somos um dos primeiros países em belezas naturais”.

– Agricultura: “se faz presente em apenas 9% do nosso território e cresce graças a sua tecnologia e à competência do produtor rural”.

– Meio ambiente: “Missão é avançar na compatibilização entre a preservação do meio ambiente e da biodiversidade com o necessário desenvolvimento econômico”.

– Desenvolvimento econômico: “Vamos abrir a economia, diminuir a carga tributária, simplificar as normas, facilitando a vida de quem deseja produzir, empreender, investir e gerar empregos”.

– Relações comerciais: “O Brasil ainda é uma economia relativamente fechada ao comércio internacional [vamos] mudar essa condição”.

– Relações internacionais: “Vamos implementar uma política na qual o viés ideológico deixará de existir”.

Bolsonaro disse ainda que “estamos de braços abertos. Quero mais que um Brasil grande, quero um mundo de paz, liberdade e democracia”.

No final o presidente disse que “tendo como lema ‘Deus acima de tudo’, acredito que nossas relações trarão infindáveis progressos para todos”.

Na comitiva brasileira a Davos estão os ministros da Economia, Paulo Guedes; da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro; e o chanceler Ernesto Araújo, além do deputado federal Eduardo Bolsonaro e do governador de São Paulo, João Doria.

Com sede em Genebra, o Fórum Econômico Mundial é uma fundação sem fins lucrativos criada por Klaus Schwab, em 1971, para discutir práticas de gestão global.

O Fórum Econômico Mundial deste ano acontece de 22 a 25 de janeiro.

Fonte: Guia-me

Postagem Original: https://guiame.com.br/gospel/noticias/bolsonaro-cita-deus-em-discurso-no-forum-economico-mundial-na-suica.html

Divulgação: Eis-me Aqui!

Hotel em Promoção - Caraguatatuba
Right Menu Icon